Rondônia, 16 de dezembro de 2017

Aparentando desconhecer a verdade, vereadora Maria Simões critica secretário de trânsito

Sityá desmentiu que houvesse algum projeto ou ação para fechar a feira livre da Avenida São Paulo.

Correspondente de Cacoal – A vereadora Maria Simões (PR) utilizou, na noite dessa segunda-feira, 09 de outubro de 2017, a tribuna da Câmara Municipal da Capital do Café para trazer a tona um assunto que, conforme foi dito por ela, durante seu pronunciamento, ainda não pode confirmar a veracidade da informação relativa ao possível fechamento da feira livre, localizada na Avenida São Paulo, em Cacoal – RO.

Isso mesmo, a líder do governo municipal optou em tecer duras críticas ao secretário de trânsito, Paulo Sérgio Gomes Sityá, coronel da PM que se encontra na reserva, antes de saber a verdade por meio do titular da pasta ou pela prefeita Glaucione Rodrigues (PMDB). Nos tempos modernos, em que a tecnologia permite mensagens de áudio instantâneas ou vídeo chamada, seria plausível, por parte da vereadora Maria Simões, manter contato com secretário e depois levar ao conhecimento da população o assunto de maneira correta e na íntegra.

A reportagem do jornal Correio de Rondônia preferiu agir diferente da edil e por telefone manteve contato com o secretário municipal de trânsito, Paulo Sérgio Gomes Sityá. Decepcionado com a atitude da vereadora, o titular da pasta desmentiu que houvesse algum projeto ou ação para fechar a feira livre da Avenida São Paulo. “Resido em Cacoal alguns anos e tenho relevantes serviços prestados a essa cidade. Jamais tomaria essa decisão ou qualquer outra sem consultar as partes interessadas. Infelizmente, ontem fui surpreendido pelas declarações infundadas da nobre vereadora”, pontuou.

Sityá disse que fora apresentada a ele uma ideia com objetivo de fazer um estudo sobre a viabilidade de uma possível mudança logística visando garantir a segurança dos feirantes bem como sua organização. Segundo o secretário municipal de trânsito, a representante dos feirantes, Josiane foi comunicada do estudo que tem por finalidade adequar os trabalhadores e clientes. “Deixo claro que, apesar de ter exercido minhas funções na Polícia Militar, não sou autoritário conforme mencionou a vereadora. Pelo contrário, antes de tomar qualquer decisão sobre esse assunto faríamos uma audiência pública para ouvir as partes interessadas”, concluiu.

Taxistas

Sobre a proibição do transporte intermunicipal feito pelos taxistas, mencionada pela vereadora, o secretário municipal de trânsito disse que recebeu do Ministério Publico de Rondônia uma determinação para que os agentes de trânsito fiscalizem as famosas “lotações”. “Não tenho o condão de atrapalhar o trabalho de ninguém, mas sigo aquilo que se encontra disposto na legislação vigente. Torço para que os profissionais consigam essa regulamentação, mas até lá teremos que cumprir com o nosso papel”, explicou.

VEJA PARTE DO PRONUNCIAMENTO

Fonte: Jornal Correio de Rondônia

Publicidade

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Publicidade

Previsão do Tempo

Publicidade

Últimas Notícias