Rondônia, 16 de dezembro de 2017

Distrito de Demarcação será incluído em programas de incentivo agrícola

Com o objetivo de ampliar o conhecimento sobre o potencial agrícola na área rural de Porto Velho, o subsecretário Municipal da Agricultura, Francisco Evaldo de Lima, vem fazendo visitas a diversas localidades da capital. No último fim de semana se reuniu com agricultores da Gleba do Rio Preto, na estrada do Soldado da Borracha, Distrito de Demarcação, a cerca de 250 km de Porto Velho. De acordo com o representante da Associação Industrial e Comercial de Cujubim, Rildo Neves Rubim, mais conhecido como Cariri, a região onde moram 350 famílias tem um grande potencial agrícola, mas por várias administrações ficou esquecida. Hoje as famílias pedem ajuda da prefeitura para melhorar a estrada de acesso à comunidade.

“Sempre que os agricultores vêm à cidade vender seus produtos pediam que entrássemos em contato com a Semagric, foi quando conversei com Evaldo, que se colocou a disposição e veio conhecer o impacto positivo que a melhoria na estrada trará à comunidade”, destacou Cariri.

Durante a visita o subsecretário conversou com agricultores e viu de perto as plantações de mandioca, abacaxi e a criação de gado de leite que possibilita a fabricação de queijo. Toda produção por enquanto é vendida somente em Cujubim.

“Nesse momento estamos com várias frentes de trabalho nos distritos da capital, mas garanto que colocaremos na agenda de prioridades para o inicio de 2018, onde daremos prioridade a estrada que liga Porto Velho a comunidade de Rio Preto no Distrito de Demarcação” comentou Evaldo.

De acordo com o subsecretário Evaldo de Lima, o melhoramento dessa estrada deve facilitar o escoamento da produção agrícola. Ele disse ainda que, segundo determinação do prefeito dr Hildon Chaves, embora a fila de serviços seja grande, aos poucos as demandas de trabalho estão sendo executadas.

Fonte: Semagric

Publicidade

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Publicidade

Previsão do Tempo

Publicidade

Últimas Notícias