×

Publicidade

Comarca de Vilhena realizará I mutirão pré-processual de cobrança

A comarca de Vilhena, realizará de 06 a 09 de novembro de 2018, o I Mutirão de Pré-Processual de Cobrança.

A comarca de Vilhena, no Cone Sul do Estado de Rondônia, realizará de 06 a 09 de novembro de 2018, o I Mutirão de Pré-Processual de Cobrança “Recupere seu Crédito”, referente a negociação de débitos de titularidade de empresas locais, com a colaboração da Associação Comercial e Industrial de Vilhena – ACIV e a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Vilhena – CDL. No período de 15 a 19 de outubro de 2018, será feito o recebimento das reclamações e expedição da carta-convite, onde a empresa credora saíra ciente do dia, hora e local em que deverá comparecer a sessão de conciliação, bem como será o responsável pela entrega da carta-convite ao devedor, pessoalmente, por via postal ou por terceiro de sua confiança.

Além do mutirão, ocorrerão também, de forma conjunta, a XIII Semana Nacional de Conciliação de 05 a 09 de novembro de 2018, e a Megaoperação da Justiça Rápida Itinerante, onde a triagem será realizada de 15 a 19 de outubro de 2018, das 14 às 18 horas, e as audiências no dia 05 de novembro de 2018. Os interessados nos atendimentos deverão apresentar-se no Fórum Desembargador Leal Fagundes, localizado na Av. Luiz Maziero, nº 4432, bairro Jardim América, onde serão feitas as triagens, de posse dos documentos pessoais como identidade, CPF, comprovante de endereço e outros documentos que justifiquem os direitos a reclamar.

Continua após a Publicidade

Serão resolvidas causas de menor complexidade como justificativa para lavratura de certidão de nascimento; alimentos e visitas para os filhos; cobranças, guarda de menores; divórcio amigável; conversão consensual de separação em divórcio e reconhecimento de paternidade.

Ainda no período de 05 a 09 de novembro, ocorrerão outras atividades de cidadania em parceria com a Semusa, Semas, SAAE, ACIV e outros colaboradores locais, atendimentos como emissão de documentos e palestras abertas ao público em geral.

Fonte: TJRO

Ver comentários