×

Publicidade

Militar do Exército é preso por direção perigosa após fugir da PM em Guajará-Mirim, RO

Suspeito invadiu a preferência de várias avenidas.

militar 11 - Militar do Exército é preso por direção perigosa após fugir da PM em Guajará-Mirim, RO - correio de rondônia

Foto: Fabiano do Carmo.

Um jovem de 20 anos, militar do Exército Brasileiro, foi preso por direção perigosa na noite do último sábado (13), em Guajará-Mirim (RO), cidade distante a pouco mais de 330 quilômetros de Porto Velho. O suspeito invadiu a preferência de avenidas, empinou a motocicleta e foi preso após cair.

De acordo com o boletim de ocorrência, uma equipe do Núcleo de Inteligência (NI) do 6º Batalhão de Polícia Militar (6º BPM) estava fazendo ronda nas proximidades da Avenida 15 de Novembro, quando em dado momento o suspeito passou com uma pessoa na garupa de uma motocicleta e ficou inquieto, olhando para viatura.

Continua após a Publicidade

banner equilibrio - Gilmar Mendes diz que é preciso corrigir abusos nas delações premiadas - correio de rondônia

Os policiais, ao notarem a atitude estranha e um volume na bermuda do jovem, decidiram fazer o acompanhamento do veículo. Em determinado momento os policiais decidiram realizar uma abordagem e o suspeito fugiu, passando em alta velocidade por vários cruzamentos.

Os policiais pediram reforços durante a perseguição, já que o jovem fez diversas manobras perigosas e no cruzamento da Avenida Costa Marques ele passou a empinar a moto. Em seguida o passageiro pulou da moto, na Avenida Porto Carreito, e conseguiu fugir. O jovem perdeu o equilíbrio e acabou caindo ao tentar fazer uma curva no cruzamento da Avenida 10 de Abril.

Ele levantou e tentou correr, mas acabou sendo imobilizado. Após receber voz de prisão o jovem foi levado à Delegacia de Polícia Civil. Um oficial do 6º Batalhão de Infantaria de Selva (6ºBIS) foi chamado a comparecer na delegacia para o registro do boletim.

O 6º Batalhão de Infantaria de Selva informou  que a postura do jovem não condiz com a postura de um militar, e que um processo apuratório será realizado de modo a verificar a situação. Caso a atitude dele tenha afetado o decoro da classe, o militar será excluído das fileiras do exército. Além disso, o 6º BIS afirma que as Forças Armadas prezam pela correção de atitude e pelo estrito respeito a lei.

Fonte: Fabiano do Carmo, G1 Guajará-Mirim e Região

Ver comentários