21 de Maio de 2018
Siga o CR
×
Siga o CR

Francisco Xavier

Cacoal: As eleições, as promessas e as conezias, por Francisco Xavier

As eleições deste ano certamente terão um tempero diferente, mas isto não significa que as práticas dos velhos caciques vão mudar. A visita do governador Confúcio Moura ao município de Cacoal esta semana é prenúncio claro de que as velhas promessas ainda fazem parte do repertório de muitos políticos…

As pessoas que acompanharam a campanha eleitoral em Cacoal, no ano de 2016, logicamente lembram de algumas promessas feitas por Confúcio Moura nos palanques e na mídia na Capital do Café. Entre as promessas, o governador declarou que, caso os eleitores cacoalenses votassem na então deputada Glaucione Maria Neri, do mesmo partido de Confúcio, o governo iria instalar no município uma Usina de Asfalto, para recuperar todas as ruas e avenidas da cidade. Até hoje, não cumpriu !! Neste caso, há vários problemas, mas muitas pessoas preferem fingir que não veem nada de errado. Ao prometer a tal usina, o Governo de Rondônia tornou a disputa desigual, já que havia mais 05 candidatos. Confúcio condicionou uma ação de governo ao fato de o eleitor atender seu pedido. A Lei Eleitoral chama isso de abuso de poder econômico. Mas muitas autoridades dizem que não…

Para fazer justiça, a cidade estava realmente cheia de buracos, deixados pela administração petista de Franco Vialetto. Isto é fato! Claro que também é fato que a situação facilitou a promessa de Confúcio e a consequente eleição de Glaucione Neri. Antes desses fatos, o governador já tinha prometido construir em Cacoal 30 quilômetros de asfalto. Nunca cumpriu. Ao comentar os fatos, a intenção que tenho não é de impedir Glaucione de governar e muito menos de torcer contra a cidade, como dizem e pensam algumas pessoas. O que se pretende é dizer que foram promessas até hoje não cumpridas.

Obviamente que minhas opiniões são rebatidas com veemência por algumas pessoas detentoras de prebendas, conezias ou sinecuras, fato que considero lamentável e igualmente natural, uma vez que tais mimos levam muitas pessoas a aceitarem, com naturalidade, estelionatos eleitorais. Há pessoas de Cacoal que chegam a viajar para outras cidades para dizer que em outros lugares existem buracos, numa tentativa clara de esconder a verdade e fechar os olhos para a flagrante situação de abandono das vias públicas de Cacoal. Não tenho absolutamente nada contra nenhuma pessoa receber salário do governo, mas bater o pé para esconder promessas vazias de campanha tem limite…

Em conversa que tive poucos dias atrás com uma pessoa que frequenta o gabinete de Confúcio Moura, fui informado de que a prefeita Glaucione Neri teria chorado copiosamente no gabinete governamental, o que teria provocado a visita do governador em Cacoal. Se chorou, a prefeita está com toda razão e neste sentido sou favorável ao choro, porque ela ajudou a fazer as promessas e tem sido cobrada pela população. Sinceramente, considero Glaucione uma pessoa do bem e uma política muito elegante, embora eu não reconheça nela a necessária capacidade administrativa ou política para administrar uma cidade como Cacoal. Todas as pessoas que leem as opiniões que publico sabem que sempre divergi de diversas posições políticas e administrativas do antecessor da prefeita, mas tenho obrigação de admitir que era melhor. Também terei a obrigação de admitir, quando Glaucione melhorar e torço para isso todos os dias, porque cheguei a dizer algumas vezes que qualquer prefeito seria melhor que o anterior…

Para deixar clara a minha posição sobre a administração de Cacoal, vejo com bons olhos alguns atos da prefeita, principalmente na escolha de alguns secretários, como é o caso dos secretários de Trânsito, Cultura, Esporte, Planejamento e, com as devidas restrições políticas, SEMAST. Esses secretários são pessoas com capacidade técnica para tocar as pastas e certamente por isso esses setores tem ações positivas. Isso sem falar que em todas as secretarias tem servidores de carreira muito competentes e isso precisa ficar claro. Com relação aos demais secretários, devem ser boa gente, porém estão muito aquém daquilo que Cacoal precisa, tecnicamente. Isso não quer dizer que eu tenha problemas pessoais com ninguém, mas temos que ter os pés no chão.

Finalmente, esclareço, para que as pessoas não confundam, que não quero absolutamente nada e nenhum benefício particular da administração, mesmo porque me recuso a fazer esse jornalismo de prebendas. Quero apenas que a coisa funcione e que a prefeita cumpra aquilo que prometeu em campanha, especialmente as coisas que pesaram no resultado da eleição, como é o caso da usina de asfalto. Nem gosto muito de falar dessa usina para não mexer com as conezias, prebendas ou sinecuras, entretanto temos que cobrar sim. Até acredito que vai acontecer um dia, mas estamos de saco cheio de promessas eleitoreiras, como a usina, os 30 km de asfalto e outras coisas… Tenho dito! !!

FRANCISCO XAVIER GOMES
Professor da Rede Estadual, Articulista e Jornalista – DRT Nº 1.698 / RO

Publicidade

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Publicidade

Curta Nossa Fanpage

Publicidade

Previsão do Tempo

Publicidade

Últimas Notícias