×

Coluna Papo Reto

papo reto 300x166 - Coluna Papo RetoDUELO DA FRONTEIRA

Após a decisão da Justiça, que determinou novas eleições em Guajará-Mirim, dois candidatos entraram na disputa pela cadeira de prefeito do município da fronteira. Cícero Noronha (DEM) e Sérgio Bouez (PSB) travam uma disputa muito acirrada, pois, embora sejam de pouca idade, velhos caciques da politica de Guajará estão nos bastidores da disputa. A campanha tem sido pautada por muitos ataques pessoais por parte dos candidatos e dos apoiadores de ambos os lados. Como o município passa por sérias dificuldades econômicas, talvez fosse melhor uma campanha em que os candidatos apresentassem suas propostas para tirar Guajara-Mirim da crise. A baixaria, como sabemos, não leva a nada.

OLIGARQUIA

continua após a Publicidade

A família Donadon, há décadas, domina o município de Vilhena, no Sul de Rondônia, mas depois de tantos escândalos envolvendo a família pouca gente acreditava que o povo fosse eleger novamente um (a) Donadon. Aconteceu! Rosani Donadon foi eleita com larga vantagem em relação aos adversários e, apesar dos problemas com a Justiça, tomou posse normalmente. Ao assumir o comando da prefeitura, a prefeita nomeou dezenas de parentes dela e de seus aliados, transformando a administração em uma verdadeira oligarquia. Como Rosani Donadon foi eleita pelo voto direto, a população não pode reclamar das nomeações de parentes, porque isso sempre foi normal em todas as vezes que um membro da família Donadon foi eleito na cidade. Os problemas políticos dos Donadon já transformaram vários membros da família em presidiários, mas eles sempre foram idolatrados pelo povo de Vilhena.

CAPITAL DO CAFÉ

As coisas não estão muito fáceis lá pelas bandas de Cacoal. Esta semana, surgiram denúncias de que o Hospital Materno Infantil do município sofre com a falta de medicamentos e material penso. A situação é tão complicada que vários municípios estão emprestando materiais e medicamentos para a Capital do Café. A secretária de Saúde do município, Penha Simão, até hoje não explicou o motivo do descaso, mas muita gente está irritada com a falta de atendimento digno às mulheres grávidas de Cacoal. Para quem não lembra, Penha Simão foi secretária do governo Confúcio, na pasta da Secretaria da Paz, que foi criada apenas para abrigar cabos eleitorais do PMDB, mas nunca serviu para resolver nenhum problema do estado. Comandar uma secretaria de saúde é bem mais complexo do que a Secretaria da Paz.

POLÍTICOS DESCONECTADOS

O projeto de Terceirização aprovado essa semana pela Câmara dos Deputados pode ter selado os destinos políticos de vários deputados de Rondônia. Sindicalistas do serviço público e da iniciativa privada estão indignados com os votos dos deputados Lúcio Mosquini, Lindomar Garçon, Nilton Capixaba e Marinha Raupp, que votaram a favor do projeto. Quando entrar em vigor, a lei da terceirização poderá terceirizar até mesmo os serviços de professores, o que é um verdadeiro absurdo, na opinião dos trabalhadores. Como estamos às vésperas de uma campanha eleitoral, certamente os deputados terão que dar muitas explicações. O que se pode observar na ação dos citados parlamentares é uma total falta de sintonia com o eleitor e isto pode custar caro, especialmente agora que as redes sociais são usadas diariamente para passar informações como esta. Ficaram para trás os tempos em que era fácil apostar na falta de informação do eleitor, mas muitos políticos não perceberam isso.

EMBROMATION

Como o desgaste de votar contra trabalhadores pode colocar em cheque a campanha de alguns deputados no ano em vem, alguns deles começaram a tentar mudar a imagem, mas sem convencer muito. Em visita que fez esta semana ao município de Cacoal, o deputado Nilton Capixaba, que tem reduto eleitoral naquela cidade, afirmou em uma entrevista que está trabalhando para conseguir um micro-ônibus que seria utilizado para atender as crianças especiais atendidas pelo CERNIC, entidade que presta um brilhante serviço lá na Capital do Café.  Na confusa entrevista, ele afirmou que conseguiu uma emenda parlamentar no valor de 1,6 milhão para a compra do veículo. Segundo ele, foi informado que o micro não serviria, mas como já tinha sido licitado, ele conseguiu mais 1,7 milhão para comprar um ônibus que transporta 42 pessoas. Convenhamos, o deputado Nilton Capixaba tem experiência em comprar ônibus para os municípios, mas por esse preço pode dar muita confusão. É melhor ele rever os conceitos dele sobre preços de ônibus!

BARBAS DE MOLHO

Essa semana, o senador Valdir Raupp (PMDB) subiu à tribuna do senado para reclamar das investigações realizadas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal, envolvendo seu nome. Ele foi denunciado pelo procurador Rodrigo Janot, sob a acusação de ter recebido R$ 500.000,00 ilegalmente na campanha de 2010, que seriam das empresas investigadas pela Operação Lava Jato. O senador de Rondônia declarou que desconhece os motivos pelos quais ele é investigado e ficou irritado porque, segundo ele, ninguém telefonou a ele para avisar que ele seria investigado. Na verdade, ele virou réu por decisão do Supremo Tribunal Federal e pode perder o mandato, caso seja considerado culpado. Se alguém vai ligar para o senador, avisando que ele será investigado, não podemos afirmar, mas ele precisa colocar as barbas de molho, porque diversas ligações dele,  sobre a história dos 500 mil, foram interceptadas. Uma eventual condenação de Raupp no STF pode abrir margem para condenar pelos menos uns dez ou quinze parlamentares acusados de recebimento indevido de recursos. A explicação deles é sempre a mesma: “minhas contas foram aprovadas pelo TRE e pelo TSE”. Tá legal…

A VOZ ROUCA DAS RUAS

O projeto de Reforma da Previdência apresentado pelo presidente Michel Temer ao Congresso Nacional parece não ter convencido nem mesmo os aliados. Depois que os trabalhadores de todos os segmentos forma às ruas no país inteiro protestar contra a proposta, os deputados da base aliada do governo passaram a assinar termos de compromisso nos estados, declarando aos trabalhadores que não votam a favor da reforma. Como dizia o velho Ulisses Guimarães, parece que “a voz rouca das ruas” surtiu efeito neste caso. Mas como o governo domina os parlamentares, é preciso ficar de olho, porque muitos deputados dizem uma coisa no estado onde moram, mas fazem outra em Brasília. Além disso, é preciso admitir que a pressão do governo será muito forte, inclusive com ameaças de cortar emendas dos traidores. Como muitos deputados costumam pegar parte das emendas que destinam aos estados, não dá para confiar que realmente votarão como querem os trabalhadores. Mas trair o eleitor também pode custar a reeleição!

EDUCAÇÃO

No começo desse ano, o governo de Rondônia inventou uma historia de Ensino Integral em várias escolas do estado. A qualidade desse modelo educacional criado por Confúcio Moura, mas sem nenhuma aprovação da Assembleia Legislativa, pode criar uma grande polêmica num futuro muito próximo. O problema é que os professores que já são concursados foram obrigados a fazer um novo concurso para entrar no “modelo” de educação confuciano. Neste novo concurso, o professor era obrigado a passar por uma entrevista, onde muitos foram “eliminados”, sem saber a razão. A lambança não para por aí! O governo garantiu que vai pagar uma gratificação de R$ 750,00 para os professores que foram “escolhidos”. A questão é que esses professores irão trabalhar as mesmas 40 horas semanais dos demais, sendo que não há gratificação para quem não fez o novo concurso. Estranho isso. Muito estranho! O governo não explicou como fará para substituir um professor desse sistema, quando for preciso. Será que terá um novo concurso? Outra coisa muito estranha no tal concurso é que para trabalhar nas bibliotecas dessas escolas modelo o candidato era obrigado a ter um laudo médico para ter direito à vaga, ou seja, só podia trabalhar quem é doente. Que coisa estranha!!!

PARLAMENTANDO

Em uma prefeitura do interior de Rondônia, a prefeita perguntou a um vereador:
– Vereador, qual a pessoa que o senhor mais gosta no mundo?
O eminente parlamentar respondeu:
– Claro que é a senhora, minha prefeita!
A prefeita achou a resposta um pouco exagerada, porque o vereador poderia responder que era um parente dele. Ela então insistiu:
– Muito bem, vereador! E qual é a segunda pessoa que o senhor mais gosta no mundo?
O vereador respondeu rapidamente:
– Ora, prefeita! É quem a senhora indicar!

Fonte: Jornal Correio de Rondônia

Ver comentários

Continue Lendo...

Pedagogia da enganação, inocentes e perseguidos e Paulinho do Cinema

FERNANDO SEGOVIA A criação do Ministério da Segurança provocou a queda do chefão da Polícia Federal, Fernando Segovia, que foi colocado no cargo sob muitas críticas de políticos da oposição e de colegas da PF….

Leia Mais

Vereador mais votado nas eleições de 2016, Paulo Roberto Duarte Bezerra, também conhecido como Paulinho do Cinema (PP-RO) é o atual presidente da Câmara de Vereadores do município de Cacoal (RO). Empresário de sucesso na…

Leia Mais

LULA E A PRESIDÊNCIA No último dia 13 deste mês, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva esteve em Curitiba para depor em mais uma ação em que ele é réu, acusado de ser o…

Leia Mais

REFORMA ELEITORAL Durante toda a semana, os deputados trabalharam duro nos bastidores e nas comissões, em Brasília, para tentar aprovar a chamada “reforma política” que deve servir para nortear as eleições de 2018. Alguns pontos…

Leia Mais

ELEIÇÃO INDIRETA O Ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, já enfrentou muitos protestos e muita rejeição pelas decisões que toma no TSE e também no STF, já que ele faz parte da Suprema Corte do…

Leia Mais

A CARNE É FRACA O estrago causado pela delação dos donos da JBS foi tão devastador que pegou o presidente Michel Temer de surpresa. O presidente postiço havia declarado, pouco tempo atrás, que demitiria os…

Leia Mais