×

Dólar inicia semana em forte queda e fecha a R$ 4,64

Bolsa caiu 0,43%, pressionada por commodities.

Dólar inicia semana em forte queda e fecha a R$ 4,64

A perspectiva de alta dos juros no Brasil empurrou o dólar para baixo e fez a moeda norte-americana fechar com a maior queda em duas semanas. A bolsa de valores não teve a mesma tranquilidade e caiu pela segunda sessão consecutiva, pressionada por ações de empresas exportadoras de commodities (bens primários com cotação internacional).ebc - Dólar inicia semana em forte queda e fecha a R$ 4,64ebc - Dólar inicia semana em forte queda e fecha a R$ 4,64

O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (18) vendido a R$ 4,648, com queda de R$ 0,048 (-1,02%). A cotação iniciou as negociações próxima da estabilidade, mas despencou após a abertura dos negócios no mercado norte-americano, até fechar na mínima do dia.

Essa foi a maior queda do dólar desde 4 de abril. Com o desempenho de hoje, a moeda acumula baixa de 2,37% em abril. Em 2022, a divisa recua 16,64%.

continua após a Publicidade

O mercado de ações teve um dia mais tenso. O índice Ibovespa, da B3, fechou o dia aos 115.687 pontos, com recuo de 0,43%. O indicador chegou a operar próximo da estabilidade no meio da tarde, mas perdeu força perto do fim da sessão, pressionado por ações de mineradoras e de petroleiras.

Num dia de feriado em diversos países da Europa, a desaceleração da economia chinesa em março afetou os papéis de empresas exportadoras de commodities. A imposição de lockdowns no país asiático para conter os casos de covid-19 reforçou a perspectiva de que a China diminua a demanda por minérios e por produtos agrícolas.

Em relação ao dólar, o real teve um dos melhores desempenhos do planeta nesta segunda-feira por causa da perspectiva de que o Banco Central brasileiro suba a taxa Selic (juros básicos da economia) além do previsto. O fato foi reforçado após o IGP-10 da Fundação Getulio Vargas (FGV) subiu 2,48% em abril.

Os dados mostram que a prévia dos índices de inflação continua alta, forçando a autoridade monetária a manter o aperto nos juros. Taxas mais altas em países emergentes, como o Brasil, ajudam a conter a fuga de capitais para economias desenvolvidas, que também aumentam juros neste ano.

Ver comentários

Continue Lendo...

Entrega de declarações do Imposto de Renda 2022 ultrapassa 22 milhões

Receita espera receber neste ano 34,1 milhões de documentos.

Leia Mais
Para conter inflação, governo zera imposto de importação de alimentos

Carnes, farinha de trigo e biscoitos estão entre os produtos afetados.

Leia Mais
Correios têm arrecadação recorde com venda de veículos em desuso

Operação Limpa Pátio arrecada R$ 52 milhões com alienação de usados.

Leia Mais
Custo da cesta básica aumenta nas 17 capitais pesquisadas pelo Dieese

Altas mais expressivas ocorreram em Campo Grande e Porto Alegre.

Leia Mais
Segurados com NIS finais 3 e 8 recebem primeira parcela do 13º

INSS começa a pagar a quem recebe mais de um salário mínimo.

Leia Mais
Inflação chega a 12% entre as famílias de renda muito baixa, diz Ipea

Para as famílias mais ricas, a variação ficou em 10,4%.

Leia Mais