×

Petrobras reduz preço da gasolina nas refinarias em 15% a partir desta quarta-feira

Com o novo corte, a queda acumulada de gasolina da estatal soma cerca de 40% em 2020. Preço do diesel não será alterado.

Petrobras reduz preço da gasolina nas refinarias em 15% a partir desta quarta-feira

Foto: Reprodução/Internet

A Petrobras reduzirá em 15% o preço médio da gasolina em suas refinarias a partir desta quarta-feira (25) e manterá o valor do diesel, informou a companhia nesta terça (24).

A redução ocorre em meio a um tombo dos preços de petróleo e derivados por impactos da expansão do coronavírus e de uma guerra de preços entre grandes produtores globais da commodity.

Com o novo corte, a queda acumulada de gasolina da Petrobras — responsável por quase 100% da capacidade de refino do Brasil — somará cerca de 40% em 2020, de acordo com informações da petroleira e cálculos da Reuters.

Publicidade

Na semana passada, a estatal havia já reduzido o valor da gasolina em 12%.

O preço do diesel, por sua vez, acumula recuo de aproximadamente 30% neste ano até o momento.

Brente já caiu cerca de 60% este ano

Os preços do petróleo Brent já caíram cerca de 60% neste ano, sendo negociados nesta terça-feira a cerca de US$ 27 o barril nesta terça, com uma queda da demanda diante da pandemia de coronavírus e o aumento da oferta depois que a Rússia e a Arábia Saudita não chegaram a um acordo para reduzir a produção.

O chefe da área de óleo e gás da consultoria INTL FCStone, Thadeu Silva, afirmou à Reuters que a queda da gasolina no mercado internacional foi ainda mais brusca que a repassada pela Petrobras aos clientes, em um movimento que parece ser de cautela, uma vez que a companhia não tem como prever como o mercado se comportará nos próximos dias.

“Tem ainda uma quantia boa represada de reajuste que dá para fazer, eu acho que a Petrobras vem adotando uma estratégia de suavizar o movimento, porque ela não sabe se o preço ‘rebota’ daqui a dois dias, o mercado está muito volátil.”

“Também acho que se baixar inteiro, ela começa a trazer problemas sérios para a cadeia. Quem está estocado com o produto, vai ter problemas sérios se reduzir tão bruscamente os preços, o prejuízo pode ser muito grande.”

A petroleira estatal tem reforçado sua política de preços, que segue o princípio da paridade de importação, que leva em conta preços no mercado internacional mais os custos de importadores, como transporte e taxas portuárias, com impacto também do câmbio.

O repasse de ajustes dos combustíveis nas refinarias para o consumidor final nos postos não é imediato e depende de diversos fatores, como consumo de estoques, impostos, margens de distribuição e revenda e mistura de biocombustíveis.

Ver comentários

Continue Lendo...

Caixa cadastrou 10 milhões de benefícios emergenciais em seis horas

Banco espera terminar o dia com até 20 milhões de inscritos

Leia Mais
Crédito para folha de pagamento já está disponível nos bancos

Programa foi regulamentado hoje (6) pelo Conselho Monetário Nacional.

Leia Mais
Produção nacional de automóveis teve queda de 21,8% em março

O resultado é consequência da pandemia da covid-19.

Leia Mais
Dólar sobe pela sexta vez seguida e ultrapassa R$ 5,32

Bolsa caiu para o menor nível em dez dias.

Leia Mais
Caixa lançará na terça aplicativo para cadastro em renda emergencial

Calendário de pagamento será divulgado na próxima semana.

Leia Mais
Governo reduz pela metade contribuições pagas ao Sistema S por 3 meses

Equipe econômica prevê economia de R$ 2,2 bilhões aos empresários.

Leia Mais