×

Publicidade

Queda do PIB neste ano será ainda menor do que a esperada, diz Guedes

Ministro da Economia participou de evento virtual do Credit Suisse.

Queda do PIB neste ano será ainda menor do que a esperada, diz Guedes

Foto: Ilustrativa/Pixabay

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou hoje (9) que a queda da economia brasileira neste ano será ainda menor do que as previsões atuais de analistas. Ele disse que a atividade econômica está se recuperando mais rapidamente do que ele mesmo esperava.ebc - Queda do PIB neste ano será ainda menor do que a esperada, diz Guedesebc - Queda do PIB neste ano será ainda menor do que a esperada, diz Guedes

Em evento virtual do banco suíço de investimentos Credit Suisse, Guedes destacou que as previsões de queda do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, caíram pela metade, quando consideradas as estimativas no início da pandemia de covid-19, ficando atualmente entre 4% e 5%. “Vai ser menos do que isso. Estamos dando a volta por cima.”

A previsão atual do Ministério da Economia para a queda do PIB é 4,7%, mas, na semana passada, o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, disse que a estimativa deverá ser revisada. “Todos os dados que temos indicam que o pior já passou”, disse o secretário.

Publicidade

O ministro defendeu as reformas “estruturais” propostas pelo governo, como o pacto federativo, com gatilhos para o controle de gastos públicos. Ele destacou ainda que o cronograma de privatizações será reformulado e serão anunciadas “duas, três, quatro grandes empresas a serem privatizadas”.

“Estamos liberando o horizonte para os investimentos privados. Haverá um boom de investimentos privados nos próximos dez anos, pelo menos”, disse.

Ver comentários

Continue Lendo...

Ministério mantém previsão de queda da economia em 4,7% este ano

Projeções estão no Boletim MacroFiscal divulgado hoje.

Leia Mais
Caixa destina R$ 50 milhões do Pronampe para microcrédito

Cerca de 3 mil microempresas devem ser beneficiadas.

Leia Mais
Caixa paga hoje auxílio emergencial para nascidos em março

Hoje, 4,1 milhões de beneficiários, nascidos em março, recebem crédito.

Leia Mais
Proposta de reforma administrativa prevê criação de novos vínculos

Estágio probatório pode ceder lugar ao vínculo de experiência.

Leia Mais