×

Publicidade

Flamengo de luto: incêndio deixa 10 mortos no Ninho do Urubu

Tragédia em alojamento dos jogadores da base do Flamengo ainda deixa três jovens de 14 a 15 anos feridos, um deles em estado grave

Flamengo de luto: incêndio deixa 10 mortos no Ninho do Urubu - correio de rondônia

Incêndio no centro de treinamento do Flamengo deixa dez mortos

Um incêndio de grandes proporções atingiu o Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro, na madrugada desta sexta-feira. O Corpo de Bombeiros foi chamado às 5h17 e informou que 10 pessoas morreram. Três jovens entre 14 e 15 anos também estão feridos, um deles em estado grave.

Oito mortos foram identificados até o momento, todos atletas da base: Christian Esmério, de 15 anos; Arthur Vinícius de Barros Silva Freitas, de 14 anos; Pablo Henrique da Silva Matos, de 14 anos; Bernardo Pisetta, de 15 anos; Vitor Isaias, de 15 anos; Samuel Thomas Rosa, 15 anos; Athila Paixão, 14 anos; Jorge Eduardo, 15 anos.

Publicidade

O incêndio ocorreu no fim da madrugada, em uma parte antiga do Ninho do Urubu que servia de alojamento para as categorias de base do Flamengo, logo na entrada do CT. Os bombeiros foram acionados às 5h14, chegaram ao local às 5h38 e controlaram o fogo em pouco menos de uma hora.

Feridos de 14 a 15 anos

Um dos três feridos atendidos no Hospital Lourenço Jorge se chama Cauan Emanuel Gomes Nunes. Ele tem 14 anos, é de Fortaleza e mora no Rio de Janeiro há três anos. Francisco Diogo Bento Alves e Jonathan Cruz Ventura, ambos de 15 anos, são os outros dois jovens atendidos no hospital Lourenço Jorge, localizado na Barra da Tijuca.

Jonathan Cruz Ventura é quem está em situação mais crítica. Ele teve 35% do corpo queimado e foi ser transferido para o Hospital Pedro II, referência no assunto. Francisco e Cauan foram transferidos para um hospital particular.

Segundo os funcionários do CT, os primeiros sinais do incêndio começaram a aparecer por volta de 5h10, e o Corpo de Bombeiros acredita que as vítimas poderiam estar dormindo no momento.

– Essa possibilidade (de que as vítimas estivessem dormindo) existe, pelo horário e local do incêndio. É possível que estivessem dormindo e não pudessem evacuar a tempo – disse o tenente coronel do Corpo de Bombeiros.

Fonte: GloboEsporte

Ver comentários

Continue Lendo...