×

Publicidade

Coordenação de Proteção Ambiental registra em seis meses mais de 500 autos em crimes contra o meio ambiente em Rondônia

Sedam atua em parceria com o Batalhão de Polícia Ambiental para combater os crimes contra o Meio Ambiente.

Coordenação de Proteção Ambiental registra em seis meses mais de 500 autos em crimes contra o meio ambiente em Rondônia

(Foto: Arquivo Sedam)

Com o objetivo de ir além da fiscalização e autuação em casos de crimes ambientais, a Coordenação de Proteção Ambiental, da Secretaria de Desenvolvimento Ambiental de Rondônia (Sedam), atua para conscientização e equilíbrio do Meio Ambiente. Com planejamento anual, o trabalho de fiscalização acontece nas áreas de garimpo, flora, fauna, pesca predatória, queimadas e desmatamento. Porém, como o Estado farta-se de recursos naturais, diariamente são praticados ilícitos ambientais, sendo comum que os agentes de proteção sejam acionados para atender as demandas de flagrantes diversos.

Os crimes de maior abrangência são o desmate, a extração e transporte irregular de madeira, no verão amazônico há pesca predatória por pescadores em atividade irregular, e com o clima seco ocorrem as queimadas. De janeiro a junho deste ano, 515 autuações foram registradas em todo o Estado, conforme estatísticas da Sedam.

“Infelizmente as pessoas pensam que para a limpeza de uma área a terra ficará mais fértil, pelo contrário, a terra perde muitos nutrientes, pois os orgânicos acumulados durante o inverno se perdem com as queimadas. Além de ser cultural, é uma forma barata de limpeza com o incêndio. A prática do crime atinge outras áreas e os animais silvestres”, disse o coordenador Marcos Trindade.

Segundo o coordenador, quando uma área da floresta é desmatada, o homem faz a natureza mudar, cessam os alimentos dos animais, a temperatura aumenta, o clima modifica e a sociedade colhe consequências desastrosas e, muitas vezes, irreversíveis. Em trabalho conjunto com a Coordenadoria de Educação Ambiental da Sedam, uma cartilha de orientação e conscientização sobre os crimes ambientais está sendo elaborada, com um diferencial na linguagem cultural para entendimento prático e objetivo de conscientizar às pessoas que vivem à margem da lei para que sejam defensores do Meio Ambiente.

Publicidade

“Se não cuidarem de forma responsável e sustentável, uma hora tudo vai acabar. Queremos conscientizar que podemos explorar os recursos naturais de forma racional, gerando um ciclo de manejo, de forma que antes de chegar ao final da exploração seja possível retornar ao início, para possibilidade de nova exploração.”

Responsável por uma grande área geográfica, a Sedam conta com a coordenadoria na sede, em Porto Velho, e escritórios regionais destacados em alguns municípios, apoio à fiscalização, em parceria com a Polícia Ambiental, desenvolvendo operações e atendimentos às demandas da Ouvidoria Geral e Ministério Público.

Ver comentários

Continue Lendo...

Embaixada do Brasil na Bolívia garante que brasileiros estão sendo assistidos

Embaixador informa que desde outubro comunidade brasileira tem sido orientada com relação às eventuais consequências de manifestações.

Leia Mais
Moradores do Aponiã recebem títulos do projeto Escritura na Mão

O projeto “Escritura na Mão” entregou 189 títulos a moradores do Aponiã, na última sexta (1º). Ao todo eram 228 títulos para serem entregues. As pessoas que não conseguiram pegar o documento, podem se dirigir…

Leia Mais
Empresa grega é suspeita do vazamento de óleo, diz Polícia Federal

O produto atingiu 250 praias nordestinas brasileiras.

Leia Mais
MPRO faz outorga da Medalha de Bons Serviços Prestados a Membros e Servidores

MPRO faz outorga da Medalha de Bons Serviços Prestados a Membros e Servidores

Leia Mais
TJRO realiza primeira fase do concurso para juiz substituto e divulga gabarito

O Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia realizou no domingo, 28, a primeira fase do concurso para juiz substituto, cujo edital prevê cinco vagas para a magistratura estadual. 3.582 candidatos tiveram inscrições homologadas para…

Leia Mais
MPRO participa do projeto Destemidas Marias de conscientização contra a violência doméstica

O Promotor de Justiça Héverton Alves de Aguiar, da 35ª Promotoria de Justiça (Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher), participou na sexta-feira (25/10) e sábado (26/10) do ciclo de palestras promovido pela Unimed Porto…

Leia Mais