×

Publicidade

Empresa grega é suspeita do vazamento de óleo, diz Polícia Federal

O produto atingiu 250 praias nordestinas brasileiras.

Empresa grega é suspeita do vazamento de óleo, diz Polícia Federal

Foto: Reprodução/Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (1º) a Operação Mácula, com objetivo de investigar uma embarcação grega suspeita de ter causado o derramamento de óleo que atingiu mais de 250 praias nordestinas brasileiras. A embarcação grega teria atracado em 15 de julho na Venezuela, onde ficou por três dias antes de seguir a Singapura, via África do Sul.

“O navio grego está vinculado, inicialmente, à empresa de mesma nacionalidade, porém, ainda não há dados sobre a propriedade do petróleo transportado pelo navio identificado, o que impõe a continuidade das investigações”, informou a PF.

Os dois mandados de busca e apreensão expedidos pela 14ª Vara Federal Criminal de Natal (RN) estão sendo cumpridos no Rio de Janeiro, em sedes de representantes e contatos da empresa grega no Brasil.

Publicidade

As investigações começaram em setembro e contaram com a participação da Marinha, do Ministério Público Federal, do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente, da Agência Nacional do Petróleo, Universidade Federal da Bahia, Universidade de Brasília e Universidade Estadual do Ceará, além de uma empresa privada do ramo de geointeligência.

Dessa forma foi possível localizar a mancha inicial do óleo, a 700 km da costa brasileira (em águas internacionais), de extensão ainda não calculada. A partir da localização da mancha inicial, foi possível estimar que o derramamento deve ter ocorrido entre os dias 28 e 29 de julho. Fazendo uso de técnicas de geociência, foi possível chegar “ao único navio petroleiro que navegou pela área suspeita”, naquela data.

A Polícia Federal solicitou diligências em outros países, a fim de obter mais dados sobre a embarcação, a tripulação e a empresa.

A PF informou, ainda, que está realizando “diversos exames periciais no material oleoso recolhido em todos os estados brasileiros atingidos, bem como exames em animais mortos, já havendo a constatação de asfixia por óleo, assim como a similaridade de origem entre as amostras”.

 

Ver comentários

Continue Lendo...

Embaixada do Brasil na Bolívia garante que brasileiros estão sendo assistidos

Embaixador informa que desde outubro comunidade brasileira tem sido orientada com relação às eventuais consequências de manifestações.

Leia Mais
Moradores do Aponiã recebem títulos do projeto Escritura na Mão

O projeto “Escritura na Mão” entregou 189 títulos a moradores do Aponiã, na última sexta (1º). Ao todo eram 228 títulos para serem entregues. As pessoas que não conseguiram pegar o documento, podem se dirigir…

Leia Mais
MPRO faz outorga da Medalha de Bons Serviços Prestados a Membros e Servidores

MPRO faz outorga da Medalha de Bons Serviços Prestados a Membros e Servidores

Leia Mais
TJRO realiza primeira fase do concurso para juiz substituto e divulga gabarito

O Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia realizou no domingo, 28, a primeira fase do concurso para juiz substituto, cujo edital prevê cinco vagas para a magistratura estadual. 3.582 candidatos tiveram inscrições homologadas para…

Leia Mais
MPRO participa do projeto Destemidas Marias de conscientização contra a violência doméstica

O Promotor de Justiça Héverton Alves de Aguiar, da 35ª Promotoria de Justiça (Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher), participou na sexta-feira (25/10) e sábado (26/10) do ciclo de palestras promovido pela Unimed Porto…

Leia Mais
Governador Marcos Rocha pede honestidade e união aos servidores públicos de Rondônia

Na celebração do seu dia, servidores se reúnem na escadaria da Torre Pacaás Novos do Palácio Rio Madeira.

Leia Mais