×

Fecomércio Rondônia e entidades do setor produtivo trabalham para minimizar impactos do coronavírus no setor de comércio, serviços e turismo

Entidades encaminharam ao Governo do Estado medidas que buscam preservar empresas e empregos em Rondônia.

Fecomércio Rondônia e entidades do setor produtivo trabalham para minimizar impactos do coronavírus no setor de comércio, serviços e turismo

Foto: Assessoria

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia – FECOMÉRCIO/RO e demais entidades do setor produtivo como: FIERO, FACER, FAPERON, FCDL, ACR, ABRASEL, SINDHOTEL, INSTITUTO EMPRESARIAL DE RONDÔNIA, Associação Civil Organizada, encaminharam ao Governador Coronel Marcos Rocha, uma carta solicitando a adoção de medidas para minimizar os impactos econômicos e sociais em virtude do novo coronavírus (Covid-19) que afeta todo o mundo.

O presidente da Fecomércio/RO e vice-presidente da CNC, Raniery Araujo Coelho ressaltou que Rondônia depende de recursos externos, da exportação e do comércio e serviços e que tais setores começaram a sentir fortemente os efeitos da pandemia, com o último final de semana, experimentando sensível queda no entretenimento, nos bares e restaurantes, nas atividades religiosas e eventos, o que se faz refletir, de imediato, nas vendas e no faturamento.  “Já começamos a receber inúmeras queixas de empresários que estão preocupados com os rumos da economia e como irão fazer para manter seus negócios e empregos, quando, as pessoas com receio, começam a se isolar e fugir de aglomerações”, afirmou.

As medidas buscam preservar empresas e, principalmente, os empregos gerados no Estado de Rondônia. São elas: Redução das alíquotas do ICMS, inclusive para apuração do valor devido por Substituição Tributária, como forma de evitar falência de empresas e manter a atividade econômica; A postergação do prazo para recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços- ICMS, assim como do Imposto devido por substituição tributária pelo prazo de 90 (noventa) dias e, depois do citado período, o parcelamento sem multa de tais valores pelo prazo de 6 (seis) meses; Redução da alíquota a zero do Fundo Estadual de Combate e Erradicação à Pobreza-FECOEP pelo prazo de 120 (cento e vinte) dias; Estudar a possibilidade de equiparação das alíquotas de combustíveis e lubrificantes à alíquota média do Imposto sobre Circulação de Mercadorias; Postergar os prazos para entrega das declarações relativas aos tributos estaduais e suspender os prazos para a prática de atos processuais no âmbito da Secretária de Estado de Finanças de Rondônia-SEFIN.

Publicidade

Na manhã desta sexta-feira (20), Raniery Coelho reforçou as medidas encaminhadas na carta durante reunião no Palácio Rio Madeira – sede do Governo de Rondônia, com o secretário chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves, e os titulares das secretarias de saúde, Fernando Máximo, de Finanças, Luiz Fernando e de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura, Sérgio Gonçalves e entidades do setor produtivo. Na ocasião foi discutido sobre o fechamento dos setores no Estado.

Durante seu pronunciamento, Raniery destacou as ações tomadas pela Confederação Nacional do Comércio – CNC, através do seu presidente Dr. José Roberto Tadros, como as intervenções a nível federal também para redução das alíquotas de ICMS, bem como redução de impostos e encargos para que o empresário consiga sobreviver após esse momento de crise e finalizou colocando o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac à disposição do Governo de Rondônia em uma eventual calamidade. “Se formos analisar a situação de cada setor, ninguém vai fechar as portas e o vírus vai se propagar rapidamente. Por isso nossa proposta é de dividir juntamente com o governo essa responsabilidade para ajudar quem também contribui diariamente para a economia do nosso estado e nosso município. Também encaminhamos cartas a todos os municípios pedindo apoio dos prefeitos para que os empresários também tenham prazo para pagamento dos impostos. Esse é o momento de nos unir, prefeituras e estado, empresários e população para que possamos passar por esse momento de crise e voltar a viver normalmente”, finalizou.

Ver comentários

Continue Lendo...

Lotofácil passará a ter seis sorteios semanais

As premiações ocorrerão de segunda a sábado.

Leia Mais
Defensoria Pública poderá contestar resultado de auxílio emergencial

Acordo para agilizar processos foi feito com Ministério da Cidadania.

Leia Mais
Conselho anuncia operação em áreas protegidas da Amazônia Legal

Fiscais do Ibama e do ICMBio já estão fazendo buscas e autuações.

Leia Mais
Golpes cibernéticos prometem de dinheiro a serviços de streaming

Denúncias de sites e aplicativos fraudulentos não param de crescer.

Leia Mais
Saiba como cadastrar e usar a CNH digital

Você sabia que não precisa mais portar a versão impressa do documento?

Leia Mais