Siga o CR
×
Siga o CR

Geral

“Pais que Cuidam” é lançado em Pimenta Bueno

A preocupação com as necessidades emocionais e a convivência familiar saudável das crianças e adolescentes envolvidas em processos litigiosos levou a Juíza da 1ª Vara Cível da Comarca de Pimenta Bueno, Valdirene Alves da Fonseca Clementele, à criação do Projeto “Pais que Cuidam”, iniciado no último dia 10 de abril.

De acordo com a juíza idealizadora do projeto, Valdirene Clementele, “o projeto pretende fortalecer os vínculos entre pais e filhos e, acima de tudo, que esse vínculo se desenvolva de forma saudável para a criança ou adolescente. O objetivo é trabalhar com a família, com os pais e as mães que, mesmo separados, buscam o melhor para seus filhos, almejam seu bem-estar, não só o físico, mas também o emocional”.

O projeto é coordenado pelo Núcleo Psicossocial da Comarca, composto pela assistente social, Janaíne Bernardi e pelos psicólogos Leandro

Aparecido Missiatto e Iuna Pereira Sapia e visa solucionar litígios de disputa de guarda e regulamentação de visitas por meio da conscientização de pais ou responsáveis, a respeito da importância de priorizar a convivência saudável entre crianças e adolescentes e todos os seus familiares.

Valdirene lembrou que os filhos são os maiores beneficiados com o projeto, mas que os pais também saem ganhando, pois, “a maior felicidade dos pais no futuro será ver que criou bem seu filho, mesmo que não esteja morando junto, na mesma casa, mas que fez um bom trabalho como pai ou mãe ou guardião, que criou um filho que não foi influenciado negativamente por eventuais conflitos que existiram entre os pais, porque os próprios pais souberam lidar de forma madura com esses conflitos”.

Durante a abertura do projeto estiveram presentes a promotora da área de Família de Pimenta Bueno, Marcilia Ferreira da Cunha e Castro, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil da Subseção de Pimenta Bueno, Cesar Felberg, e o defensor público Flávio Junior Campos.

Fonte: TJRO

Publicidade

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Publicidade

Curta Nossa Fanpage

Publicidade

Previsão do Tempo

Publicidade

Últimas Notícias