×

Penas pecuniárias ajudam a recuperar dependentes

Penas pecuniárias ajudam a recuperar dependentes

Fotografia: Assessoria/TJRO.

Os recursos provenientes de penas pecuniárias são essenciais para o benefício de associações e projetos sociais, que trabalham em prol de toda a sociedade. Com isso, a Vara de Execução de Penas e Medidas Alternativas (Vepema), beneficiou mais um projeto social que desde 2015, promove um trabalho de ressocialização com dependentes químicos.

A Associação Vivo para a Glória de Deus, localizada na comunidade Terra Santa, em Porto Velho, atualmente trabalha com cerca de 33 residentes, que são atendidos para o tratamento contra o uso de drogas. Na associação são realizados tratamentos com relação a dependência química, atividades laborais, evangelismos e todos os residentes recebem ajuda com as documentações.

O projeto, que recebe benefícios oriundos de penas pecuniárias, recebeu a visita na última sexta-feira (16) da juíza titular da Vepema, Kerley Alcântara, e do servidor Azamor Lucena para o acompanhamento das atividades de construção de um galpão que está sendo construído para a sede própria e, em breve, será construído mais um galpão para abrigar o refeitório. A mão de obra é utilizada por meio dos próprios residentes da associação.

Publicidade

Por meio da Resolução 154, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), é possível ser feita a substituição de doações de cestas básicas por depósito de valores em conta única e específica para esse fim. Esses valores, acompanhados por extratos anexados aos processos, são depois distribuídos pela Vara de Execução de Penas e Medidas Alternativas, mediante projetos apresentados por entidades sem fins lucrativos, com objetivo de ressocialização, reparação de vítimas ou que desenvolvam atividades de repercussão social.

Em 2016, a associação recebeu recursos para a implantação de uma cozinha mobiliada com geladeira, freezer e bebedouro. Em 2018, a Vepema financiou mais um projeto para a associação, dessa vez para o fornecimento de equipamentos de limpeza como carrinhos de mão e roçadeiras, para a execução de serviços laborais pelos residentes.

Associação

O coordenador da Associação Vivo para a Glória de Deus, Edileno Borba Gonçalves, conhecido como “Bahia”, conta que a estratégia promovida para atrair as pessoas “é o trabalho de serviço social como cortes de cabelo, banho e refeições, sendo atrativo para os que estão em condições de rua terem uma mudança de vida”.

Edileno conta que o projeto Cristolândia, precursor da associação, acabou sendo extinto após a enchente do Rio Madeira, em 2014. “Nossa sede era localizada no Centro de Porto Velho, porém, devido às águas da enchente atingir nosso prédio e comprometer toda a estrutura dele, tivemos de sair. Daí começamos a perder parcerias, as doações começaram a ficar em baixa, até o projeto ser praticamente extinto aqui no estado”.

“O projeto renasceu como Centro de Formação Cristã e Associação Vivo para a Glória de Deus, em junho de 2015, onde alguns voluntários ajudaram no Cristolândia e foram convidados a atuarem no serviço social da associação. A partir de então fizemos o registro, montamos a diretoria e recomeçamos o trabalho pela cidade”, disse o coordenador da associação.

Para o coordenador, a visita da Vepema na instituição é uma grande satisfação, pois “é comprovada a clareza do trabalho e a organização que é feita há três anos, desde quando inscrevemos nossos projetos no edital e fomos contemplados; tudo que é recebido aqui vem de acordo com nossa necessidade”.

Ver comentários

Continue Lendo...

Associação alerta motoristas sobre riscos no trânsito durante carnaval

Em dez anos, mais de 58 mil pessoas se envolveram em acidentes.

Leia Mais
Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 120 milhões no sábado

Prêmio ainda não teve vencedores este ano.

Leia Mais
Segurança é aperfeiçoada para acesso ao Fórum Geral César Montenegro

Para a garantia da segurança de servidores, magistrados e usuários.

Leia Mais
Ações pedagógicas contribuem para o avanço da educação em Rondônia

Seduc segue orientações do governador visando fortalecer a educação de Rondônia.

Leia Mais
Sinjur e Centrais Sindicais de RO se unem e solicitam reunião com presidente da ALE/RO para tratar sobre Reforma da Previdência

Na oportunidade, ficou decidido uma atuação conjunta para avaliar a Minuta da proposta da Reforma da Previdência no âmbito estadual.

Leia Mais
Vice-presidente da OAB Rondônia visita sala de apoio no Fórum Geral

A instalação conta, até o momento, com 6 computadores disponíveis aos advogados e advogadas, e está situada na sala 24, no térreo do prédio.

Leia Mais