×

Moraes determina bloqueio de redes sociais de deputado

Medida veio depois que deputado usou a plataforma mesmo preso.

Moraes determina bloqueio de redes sociais de deputado

Foto: © Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu hoje (19) determinar o bloqueio das redes sociais do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ). A medida foi tomada após o parlamentar se manifestar pelas plataformas mesmo após sua prisão, ocorrida na terça-feira (16). ebc - Moraes determina bloqueio de redes sociais de deputadoebc - Moraes determina bloqueio de redes sociais de deputado

A palavra final sobre a manutenção da prisão, que foi determinada pelo Supremo, será do plenário da Câmara. A sessão está marcada para às 17h nesta sexta-feira. Silveira deverá participar da sessão por videoconferência. Ele está preso no Batalhão Especial Prisional (BEP), em Niterói (RJ).

Pela Constituição, a prisão em flagrante por crime inafiançável de qualquer deputado deve ser enviada para análise da Casa, que deve decidir sobre a manutenção ou não da prisão.

continua após a Publicidade

A motivação da prisão foi um vídeo publicado na internet. Segundo o STF, o deputado teria feito ameaças e defendido a destituição dos ministros.

Defesa

A defesa de Silveira argumenta que a prisão representa “violento ataque” à liberdade de expressão e à inviolabilidade da atividade parlamentar.

Ontem (18), durante audiência de custódia que manteve sua prisão, Daniel Silveira disse que a publicação do vídeo na internet não pode ser entendida como situação de flagrante, hipótese na qual parlamentares podem ser presos. Segundo ele, a prisão é irregular.

“Por exemplo, se houvesse algum vídeo disponível de um narcotraficante, tendo sido visto por mim, questiono se eu poderia, tempos depois, autuá-lo em flagrante? Por isso, aproveitando esta audiência de custódia, deixo registrado o meu entendimento sobre a questão”, afirmou.

Em seguida, a defesa do parlamentar pediu a concessão de liberdade provisória. Os advogados também questionaram o estado de flagrância e argumentaram que o suposto crime cometido é afiançável.

Ver comentários

Continue Lendo...

TJRO reforça vigência de medidas restritas por conta das condições sanitárias

Desde o dia 1º de março, o horário de expediente do Poder Judiciário, em todo estado, é das 7h às 14h, com intervalo intrajornada de 30 minutos, conforme estabelecido pela Resolução 184/2021, publicada nesta quinta-feira,…

Leia Mais
Juiz autoriza sindicato de motoristas de apps a importar vacinas

Na decisão, o juiz criticou a atuação do governo no combate à covid-19.

Leia Mais
Justiça de RO mantém preso acusado de desviar 9 milhões de reais de clientes do BB

A 1ª Câmara Especial do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, por intermédio de seus julgadores, manteve a decisão do Juízo de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Alta Floresta do Oeste…

Leia Mais
OAB Rondônia aprova refis para anuidades vencidas, com desconto na multa e juros

Com redução de até 90% da multa e juros de mora das anuidades vencidas até dezembro de 2020, o Conselho Pleno da OAB Rondônia aprovou na última Sessão Ordinária nº446, via videoconferência nesta sexta-feira (26),…

Leia Mais
Sistemas prisional e socioeducativo já têm 7,8 mil novos casos de Covid-19 em 2021

Somente nos primeiros meses de 2021, foram registrados 7,8 mil novos casos oficiais da Covid-19 entre pessoas em privação de liberdade e servidores, segundo monitoramento realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).  No total, estabelecimentos dos sistemas prisional…

Leia Mais
Ministério Público ingressa com ação para que Estado realize obras em escola que desabou em Buritis

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça da Comarca de Buritis, ajuizou Ação Civil Pública nesta terça-feira (23 de fevereiro), com pedido de liminar, a fim de que o…

Leia Mais