Siga o CR
×
Siga o CR

Jurídica

Uber deve indenizar consumidor por falha na prestação de serviço

Atendimento precário ao pedido de cancelamento de informações pessoais ensejou a obrigação em indenizar.

Resultado de imagem para uberO 2ª Juizado Especial Cível da Comarca de Rio Branco julgou parcialmente procedente a pretensão deduzida no Processo n° 0602610-76.2017.8.01.0070 e condenou o Uber do Brasil Tecnologia Ltda a pagar à W.P.M. o valor de R$2.669,56, a título de indenização por danos materiais e R$4 mil, por danos morais.

O autor alegou que houve ato fraudulento, pois várias pessoas utilizaram os dados de seu cartão de crédito. Ele solicitou o cancelamento das suas informações bancárias no aplicativo e não foi atendido, o que permitiu a continuidade de cobrança de mais débitos.

O juiz de Direito Marcos Thadeu, titular da unidade judiciária, afirmou está evidente a deficiência na prestação de serviços e configurado o dever de indenizar moralmente. A decisão foi publicada na edição n° 6.072 do Diário da Justiça Eletrônica (fl. 95), desta terça-feira (6).

O magistrado ressaltou ainda que a empresa não conseguiu comprovar a legalidade das cobranças, nem a utilização do serviço pelo próprio autor, o que torna as cobranças indevidas e o pagamento em excesso, devendo haver a restituição do prejuízo em dobro, nos termos do parágrafo único do art. 42 do Código de Defesa do Consumidor.

Da decisão cabe recurso.

Fonte: TJAC

Publicidade

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Publicidade

Curta Nossa Fanpage

Publicidade

Previsão do Tempo

Publicidade

Últimas Notícias