×

Publicidade

Governo federal digitalizou 315 serviços em 2019

Conteúdo está reunido no portal único federal.

Governo federal digitalizou 315 serviços em 2019

Fotografia: Valter Campanato/Agência Brasil

O governo federal apresentou hoje (22), de forma oficial, o portal único federal, o GOV.BR, que deverá abrigar todos os sites de órgãos públicos federais até o final do ano que vem. Entre as novidades da nova plataforma estão a oferta de 315 serviços públicos completamente digitalizados, como pedidos de aposentadoria, salário-maternidade, carteira digital de trânsito, entre outros. Batizada de Dia D da Transformação Digital, a cerimônia, realizada no Palácio do Planalto, contou com a participação do presidente da República, Jair Bolsonaro, do vice, Hamilton Mourão, além de ministros a parlamentares.

“O Brasil é o quarto país em conexão à internet, são mais de 140 milhões de pessoas utilizando a internet. Estão sendo passados para um único portal cerca de 1,6 mil portais governamentais, estão sendo todos colocados no portal GOV.BR“, destacou o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

“É uma plataforma que vai reunir produtos e informações de serviços do governo, tudo num único clique, e, de forma fácil, transparente, intuitiva, a população vai ter acesso direto aos serviços”, afirmou o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Jorge Oliveira.

Publicidade

A unificação de canais também vai englobar os aplicativos móveis, segundo o governo. Em junho deste ano foi criada a conta única gov.br, na loja Google Play, que já conta com 41 aplicativos migrados, entre eles o Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp Cidadão) e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Entre os serviços digitalizados destacam-se os do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), como o simulador de aposentadoria e até a requisição do benefício. De acordo com o presidente da autarquia, Renato Vieira, 90 dos 96 serviços disponibilizados ao cidadão pelo órgão já foram digitalizados.

“Todos os serviços que não exigem a presença física foram transformados em digitais. Em outras palavras, o cidadão tem mais conforto e comodidade, ele não precisa ir à agência do INSS, embora ela ainda esteja lá. A prova de que o cidadão abraçou e entendeu o INSS Digital é que agora, em agosto, 80% de todos os requerimentos feitos ao INSS já foram de forma digital, pelo telefone, internet e aplicativo de celular. Apenas 20% dos segurados que fizeram algum pedido ao INSS no mês de agosto optaram por ir a uma agência”, disse Vieira.

A expectativa do governo é que, após a migração de todos os sites do governo federal para o portal único, cerca de mil serviços públicos federais estejam disponíveis na internet.

Ver comentários

Continue Lendo...

Casos suspeitos de coronavírus sobem para 12 no Brasil

Nenhum caso foi confirmado; dez já foram descartados.

Leia Mais
Novas placas de veículos serão obrigatórias a partir de 31 de janeiro

Padrão Mercosul será necessário para novos emplacamentos.

Leia Mais
Anvisa interdita todas cervejas produzidas pela Backer

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interditou todas as cervejas produzidas pela Backer cuja data de validade seja igual ou posterior a agosto de 2020. A medida foi anunciada hoje (17) pela autarquia. A…

Leia Mais
Ministério multa Facebook por abuso no compartilhamento de dados

Facebook terá que pagar multa de R$ 6,6 milhões.

Leia Mais
Mega-Sena da Virada vai pagar R$ 300 milhões

Apostas podem ser feitas até as 18 horas de terça-feira.

Leia Mais
Mãe que matou o filho por homofobia é condenada a 25 anos

Tatiana Ferreira Lozano Pereira não aceitava o fato de Itaberli Lozano ser gay; outros dois envolvidos no crime foram sentenciados.

Leia Mais