×

Publicidade

Combate à corrupção e ao crime organizado ganha força na nova diretoria da Polícia Civil

Evento foi a solenidade de posse.

PC 11 - Combate à corrupção e ao crime organizado ganha força na nova diretoria da Polícia Civil - correio de rondôniaAções de combate ao crime organizado, lavagem de capital, crimes contra a administração pública e, principalmente, contra a corrupção – uma das principais bandeiras do atual governo – serão impulsionadas pela Polícia Civil sendo que as primeiras medidas já começam a ser traçadas.

As questões ganharam novamente notoriedade na tarde de quinta-feira, 10, quando o governador de Rondônia, Coronel Marcos Rocha, deu posse ao novo diretor-geral da Polícia Civil, delegado Samir Fouad Abboud, juntamente com a adjunta, delegada Alessandra Marcela Paraguassu Gomes, do corregedor da Polícia Civil, delegado Ronicir Manfroi, além da posse do superintendente estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária, Constantino Erwen Gomes Souza.

Realizada no salão nobre Rosilda Shockness, a solenidade de posse contou com a presença de autoridades civis e militares, dentre as quais a secretária de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social e primeira-dama, Luana Rocha, do vice-governador Jose Atílio Salazar Martins (José Jodan), do secretário da Sesdec, José Hélio Pachá, do comandante da 17ª BIS, general José Eduardo Leal, e outras autoridades.

Publicidade

Ao tecer comentários acerca da escolha do delegado Samir para comandar a Polícia Civil de Rondônia, o governador Marcos Rocha destacou tratar-se de um delegado de respeitado e honrado com larga experiência na polícia. “Estamos montando uma equipe de forma livre, sem interferências. É bom saber que o delegado Samir foi o escolhido pela própria categoria por se tratar de um homem íntegro, decente, trabalhador e honrado. Não tenho dúvida que a Polícia Civil do Estado de Rondônia vai se desenvolver ainda mais com ele à frente acompanhado e, inclusive, trabalhando em parceria com a Sesdec, na pessoa do coronel Pachá,  para fazer com que o Estado seja mais justo e que a nossa sociedade tenha a chance de ter uma segurança adequada”, enfatizou o governador que também antecipou a criação uma superintendência de inteligência voltada não só para verificar a questão da corrupção, mas, também contra crimes com apoio de outras agência de inteligência do país.

Ao mesmo tempo que destacou a posse do delegado da Polícia Civil, o governador Marcos Rocha também ressaltou a importância da posse do superintendente estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária, Constantino Erwen Gomes Souza. “Estamos no caminho certo. As coisas estão fluindo bem e parabenizo a todos empossados nessa data. Que todos juntos possamos fazer aquilo que venho pregando desde a candidatura que é fazer o que é certo sempre o certo e falar a verdade”, argumentou.

Ao falar da nova missão, o delegado Samir Fouad afirmou que vai encarar com naturalidade e não vê como desafio e sim a honra de estar à frente da Polícia Civil. Ele agradeceu o fato de ser o primeiro diretor escolhido após uma lista tríplice com a confiança da categoria. “A missão será cumprida. Daremos uma resposta à sociedade com nossos trabalhos em combate à criminalidade, à corrupção e à lavagem de capital. As ações contra os crimes contra a vida e contra o patrimônio também serão prioridades”, disse o novo diretor-geral da Polícia Civil, reforçando o coro que se transformou em metas tanto do governo Federal quando do Estadual que é agir com rigor contra a corrupção.

CURRÍCULO:

Delegado de Polícia Classe Especial – Samir Fouad Abboud – 31 anos de carreira.

Natural de Uberaba/SP, chegou em Rondônia em 1987. Tomou posse no cargo de Delegado de Polícia em 11/11/1987. Nesses 31 anos de atividade policial, ocupou vários cargos na atividade fim e também na gestão da instituição.

Começou sua carreira no interior, tendo titularizado nas unidades policiais de Santa Luzia D’Oeste, Alvorada D’Oeste, Jaru e 2ª DP de Ariquemes. Na capital atuou no 3º DP e 5º DP e na Delegacia Especializada em Crimes Funcionais.

No ano de 2007 assumiu o GAF/PC, posteriormente foi Diretor do DPI, DPE, respectivamente. Nesse período assumiu interinamente a Direção Geral em várias ocasiões. Exerceu ainda, em 2015, a função de Secretário Executivo do Consulpol.

Em 2016 assumiu o cargo de Corregedor Geral da Polícia Civil, tendo pedido exoneração do cargo em respeito à classe, ainda naquele ano.

Em 2017 assumiu o Depom e permaneceu até maio de 2018, quando assumiu a função de Secretário Adjunto de Segurança Pública – Sesdec

Fonte: Assessoria de Imprensa

Ver comentários