21 de Abril de 2018
Siga o CR
×
Siga o CR

Polícia

“Matei por Amor”, diz homem preso por esfaquear ex-mulher em Jaru-RO

Suspeito cometeu o crime por não aceitar o fim do relacionamento que durou 24 anos.

Um homem de 51 anos  esfaqueou a ex-mulher na Avenida Padre Adolpho Rhol, no Centro da cidade de Jaru (RO), a 290 quilômetros de Porto Velho, disse pra polícia que matou “por amor”. O crime aconteceu no último sábado (14) e o suspeito foi preso em seguida, por um policial que estava de folga e passava pelo local no momento do assassinato.

Ao ser detido, o homem já afirmou que matou a vítima, de 51 anos, por não suportar o fim de um relacionamento de 24 anos. Este foi o primeiro homicídio da cidade em 2018 e foi registrado na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp).

A vítima foi esfaqueada em frente a uma Casa Lotérica. Conforme testemunhas, o suspeito iniciou a briga com o namorado da vítima. O policial de folga estava dentro da lotérica quando ouviu os gritos e saiu para ver o que estava acontecendo. Quando ele saiu, o crime já tinha acontecido. O policial deu voz de prisão e o suspeito soltou a faca imediatamente.

Foi acionada uma guarnição da Polícia Militar (PM), que chegou ao local e foi informado pelo socorrista do Corpo de Bombeiros Militar que a mulher havia morrido e o namorado, devido aos ferimentos durante a briga, foi encaminhado ao Pronto Socorro do Hospital Sandoval Araújo Dantas. O policial que havia rendido o suspeito o entregou aos policiais em serviço, que acionaram a perícia.

Na Unisp, durante o registro da ocorrência, o homem disse que matou a ex-mulher. “Eu falei para ela que no dia em que visse ela com outro homem eu mataria ela porque eu amo demais ela. Amava, que agora ela está morta. Agora ela conseguiu a separação que ela queria”, disse em depoimento. Após o registro, ele foi apresentado ao delegado.

Fonte: Rinaldo Moreira, G1 Ariquemes e Vale do Jamari

Publicidade

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Publicidade

Curta Nossa Fanpage

Publicidade

Previsão do Tempo

Publicidade

Últimas Notícias