Siga o CR
×
Siga o CR

Polícia

Polícia Civil investiga suposto sistema de fraude em empresa ligada à Semtran em Porto Velho

Segundo a Polícia Civil, objetivo é encontrar documentos que comprovem denúncia de fraude.

A empresa é investigada por um suposto sistema de fraude na manutenção de semáforos. Foto: Ascom/Polícia Civil/Divulgação.

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão em uma empresa que presta serviço à Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran) em Porto Velho. A empresa é investigada por um suposto sistema de fraude na manutenção de semáforos. As buscas na operação Sinal Vermelho tiveram início por volta das 6h desta quinta-feira (8).

Buscas também foram realizadas na Semtran, na Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz) e em duas residências. Segundo a Polícia Civil, não foi expedido nenhum mandado de prisão até o momento.

O objetivo da operação é procurar documentos que comprovem um sistema de fraude. Foram expedidos quatro mandados para buscas e apreensões nas secretarias, empresa e residências, e estão sendo periciados 28 semáforos na capital.

A denúncia feita à polícia indica que o serviço de semaforização inteligente não está sendo cumprido, apesar de estar sendo pago pelo município desde 2011, segundo conta o delegado responsável pelo caso, Marcelo Kosak.

“Foram realizadas buscas na Semtran, na Semfaz, nessa empresa de imagem e sinalização e em mais duas residências. Além disso foram periciados 28 semáforos para justamente apurar se há alguma espécie de favorecimento na manutenção dos semáforos”, explica Kosak.

A empresa investigada presta serviços ao município de sinalização de vias. O G1 não conseguiu contato com os proprietários do local até a publicação dessa matéria.

Segundo a Prefeitura de Porto Velho, a operação se limitou a um mandado para buscas e apreensões de documentos referentes a 2011. De acordo com a Semfaz, nenhum servidor do órgão foi preso.

Veja a nota da Semtran na íntegra

A Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran) vem a público esclarecer que a Operação da Delegacia de Repressão as Ações Criminosas (Draco) realizada na manhã desta quinta-feira (08), na sede desta secretaria limitou-se a um mandado para buscas e apreensões de documento referentes a 2011.

Os documentos foram entregues imediatamente. A Semtran informa ainda que nenhum servidor do órgão foi preso no momento da operação.

Fonte: G1 RO

Publicidade

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Publicidade

Curta Nossa Fanpage

Publicidade

Previsão do Tempo

Publicidade

Últimas Notícias