Siga o CR
×
Siga o CR

Polícia

Polícia Civil prende suspeito de matar homem e jogar corpo em poço

Corpo foi encontrado em poço em Jaci-Paraná (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)Polícia Civil (PC) localizou e prendeu na última semana o suspeito de matar um homem no fim do ano de 2017 e jogar o corpo dentro de um poço em Jaci-Paraná, distrito de Porto Velho (RO). O suspeito de 35 anos foi localizado em um centro de recuperação de Rolim de Moura (RO), na Zona da Mata. Ainda segundo a PC, o suspeito confessou o crime. Além desse, ele já foi condenado por um homicídio e é investigado por outros.

De acordo com o delegado de Pimenta Bueno (RO), Juarez Lourenço, a Polícia Civil recebeu no dia 4 de janeiro a informação de que tinha retornado à cidade o suspeito que era foragido da Justiça, condenado a cinco anos de prisão no regime semiaberto, por um crime de lesão corporal seguida de morte, ocorrido em 2012.

“Descobrimos que ele tinha retornado para a cidade para se esconder na casa de um parente, pois havia matado uma pessoa em Jaci-Paraná. No dia seguinte, o localizamos em um centro de recuperação de Rolim de Moura, onde tinha se internado”, conta.

Ainda de acordo com o delegado, após a prisão, o suspeito confessou o homícidio e confessou os detalhes do crime. “Ele contou que golpeou a vítima com um pedaço de madeira, depois jogou o corpo dentro de um poço nos fundos da residência. Após a confissão, comunicamos o delegado de Nova Mutum, em Porto Velho, que foi até o local com a equipe dele e localizou o corpo dentro do poço, já em estado de putrefação”, revela.

Conforme Juarez, a vítima era conhecida no meio policial por vários crimes, e o suspeito disse que o teria matado por medo. “A motivação do crime não ficou bem esclarecida, mas o rapaz alega que suspeitava que a vítima queria lhe fazer mal, tendo em vista que estava com uma faca nas mãos, com isso, ele achou que ela iria atacá-lo, por isso se antecipou e o golpeou com um pedaço de madeira”, revela.

Outros crimes

Segundo a Polícia Civil, o suspeito já foi condenado a cinco anos de prisão no regime semiaberto pelo crime de lesão corporal seguida de morte ocorrida em 2012 em Pimenta Bueno, mas não cumpriu a pena, pois permaneceu foragido. O homem é investigado também por um homicídio ocorrido em 2007 em São Filipe do Oeste (RO), na Zona da Mata.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito confessou que estava escondido na Bolívia, mas após matar uma pessoa por lá retornou ao Brasil, onde ficou escondido na casa de um conhecido em Jaci-Paraná. E, no dia 26 de dezembro de 2017, o assassinou com um golpe de madeira e jogou o corpo em um poço no fundo da residência da vítima.

Fonte: Rogério Aderbal, G1 Cacoal e Zona da Mata

Publicidade

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Publicidade

Curta Nossa Fanpage

Publicidade

Previsão do Tempo

Publicidade

Últimas Notícias