23 de Abril de 2018
Siga o CR
×
Siga o CR

Política

Deputado cobra recuperação da RO 135 até cruzamento com a 429

 Laerte cobra do DER a recuperação da RO 135, de Ji-Paraná até o cruzamento com a 429O deputado Laerte Gomes (PSDB), líder do governo na Assembleia Legislativa, voltou a cobrar do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), a restauração e o recapeamento do asfalto da Rodovia Pastor Severo Antônio de Araújo, a RO 135, que começa na ponte do rio Urupá e acessa Ji-Paraná ao distrito de Nova Londrina, à BR 429 e aos municípios do Vale do Guaporé e à Zona da Mata.

O deputado Laerte tem recebido solicitações de vereadores de Ji-Paraná e de alguns produtores rurais que residem no eixo da rodovia, de transportadores de cargas que utilizam a estrada e usuários em geral que estão encontrando a cada dia mais dificuldade para trafegar no trecho entre Ji-Paraná e o entroncamento com a BR 429.

O parlamentar salientou que a recuperação da rodovia com a aplicação de asfalto usinado a quente é um compromisso firmado com ele pelo governo e, por isso está cobrando o serviço paliativo na pista da RO.

“As queixas que a gente recebe são de que a rodovia está acabada. Vemos a necessidade de se fazer um serviço emergencial urgente, e assim que acabar o período chuvoso fazer o recapeamento de todo o trecho dessa rodovia. O planejamento já foi elaborado no ano passado, pautamos e cobramos muito no DER e a população está nos cobrando”, justifica.

O deputado Laerte argumenta a necessidade da restauração total da RO 135 diante à expectativa gerada em torno da construção da nova ponte sobre o rio Urupá, que vai tornar a rodovia um importante eixo de escoamento da produção nas duas regiões. Ele também mencionou o fluxo de caminhões boiadeiro que têm como destino o frigorífico que retomou os abates no Terceiro Distrito em Ji-Paraná.

“É uma rodovia importante, que absorve todo o fluxo de veículos da região da BR 429 e de municípios da Zona da Mata que vêm para Ji-Paraná. Temos pedido o recapeamento várias vezes e com a abertura do frigorífico aumenta o número de caminhões boiadeiros no trecho e cobramos mais urgência nessa obra”, finalizou Laerte Gomes.

Fonte: ALE-RO

Publicidade

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.

Comente com o Facebook

Publicidade

Curta Nossa Fanpage

Publicidade

Previsão do Tempo

Publicidade

Últimas Notícias