×

Expedito Netto pede ao Ministério da Saúde atenção especial às pessoas com doenças raras durante pandemia

O objetivo do parlamentar é atender as pessoas com doenças raras ou autoimunes.

Expedito Netto pede ao Ministério da Saúde atenção especial às pessoas com doenças raras durante pandemia

Foto: Assessoria

Preocupado com as pessoas portadoras de doenças raras ou autoimunes, o Deputado Federal Expedito Netto (PSD-RO) solicitou, na sexta-feira (20), ao Ministério da Saúde a distribuição de máscaras específicas para esses pacientes na rede pública.

O objetivo do parlamentar é atender as pessoas com doenças raras ou autoimunes durante o período da pandemia do coronavírus em que há falta de insumos e produtos de higienização decorrente da grande demanda gerada nas últimas semanas.

“Com a dificuldade de aquisição de máscaras, essas pessoas estão sendo colocadas em vulnerabilidade extrema por não conseguirem o material necessário na rede pública de saúde”, comentou Expedito Netto.

Publicidade

Hoje, cerca de 13 milhões de pessoas no Brasil possuem alguma doença rara ou autoimune. Dados apresentados pelo Ministério da Saúde demonstram que portadores de doenças crônicas tornam-se mais suscetíveis a quadros graves, fato que reforça a preocupação do parlamentar.

“Reconheço a dificuldade que nosso país está enfrentando por conta dessa pandemia e tenho a certeza de que o Ministro Luiz Henrique Mandetta fará o possível para atender a nossa demanda”, concluiu Expedito Netto.

Ver comentários

Continue Lendo...

Milton Ribeiro é anunciado como novo ministro da Educação

Nomeação já foi publicada no Diário Oficial da União.

Leia Mais
Jaqueline Cassol entrega micro-ônibus para Alto Alegre dos Parecis

Os recursos são fruto de emenda do ex-senador Ivo Cassol que estava parada no Governo.

Leia Mais
MP permite reembolso de passagem aérea em até um ano

Medida aplica-se a passagens compradas até 31 de dezembro de 2020.

Leia Mais
Presidente Laerte Gomes agradece por leitos de UTI em Ji-Paraná e reafirma erro em fechar o comércio

Parlamentar disse que os acertos do Governo devem ser reconhecidos, mas também expõe os erros.

Leia Mais