×

Publicidade

Jaqueline Cassol defende médicos brasileiros formados no exterior e comemora divulgação do Revalida

A Parlamentar participou de reuniões no ministério da saúde e cobrou soluções no Mais Médicos.

Revalida - Jaqueline Cassol defende médicos brasileiros formados no exterior e comemora divulgação do Revalida - correio de rondônia

Jaqueline Cassol tem defendido que os médicos brasileiros formados no exterior tenham possibilidade de trabalhar no Brasil.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) divulgou nesta última  quinta-feira, (04), o resultado final da segunda etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras – Revalida 2017.

A Deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) comemorou a divulgação do resultado, mas defende que a prova precisa ser realizada com mais frequência. Na última quinta-feira (28/03) ela se reuniu com o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, juntamente com os deputados federais Allan Rick, Fábio Trad, Eduardo Bolsonaro, João Roma e professora Dorinha. Na oportunidade, os parlamentares reivindicaram a realização da prova do Revalida mais de uma vez ao ano, além de outras demandas relativas à inserção de médicos brasileiros formados no exterior. “A prova para a revalidação do diploma dos médicos que estudaram fora do Brasil deveria ser realizada com mais frequência. Muitos brasileiros saem do país para estudar, mas querem retornar para atender a população”, disse Jaqueline Cassol.

Continua após a Publicidade

banner equilibrio - Gilmar Mendes diz que é preciso corrigir abusos nas delações premiadas - correio de rondônia

Luiz Henrique Mandetta informou que a realização do revalida não é competência do Ministério da Saúde, mas que a pasta, em conjunto com o Ministério da Educação, tem estudado métodos de facilitar o acesso de médicos brasileiros formados no exterior.

O Ministro informou ainda que está buscando estratégias para aumentar a eficiência do Programa Mais Médicos, com foco no atendimento da saúde básica e na sustentabilidade do sistema. Além disso, um novo edital será lançado para contratar cerca de dois mil médicos ainda no mês de abril. Esses profissionais deverão ser lotados em cidades mais carentes.

Jaqueline Cassol tem defendido que os médicos brasileiros formados no exterior tenham possibilidade de trabalhar no Brasil, especialmente dentro do programa Mais Médicos. No mês de março a deputada federal se reuniu com o secretário de Gestão Estratégica e Participativa do ministério da Saúde, Erno Hazheim, e cobrou uma solução no sistema do programa Mais Médicos, que apresentou falhas durante a inscrição de médicos. Muitos, mesmo dentro do prazo, não conseguiram acessar o sistema para fazer o pedido. O Ministério da Saúde atendeu cerca de 150 liminares judiciais que garantiram aos profissionais prejudicados a possibilidade de ingressar no programa Mais Médicos, a maioria deles nos estados do Acre e Rondônia.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Ver comentários