×

Presidente do Senado quer votar projeto sobre preço de combustíveis

Rodrigo Pacheco quer frear o modelo atual de remarcação frequente.

Presidente do Senado quer votar projeto sobre preço de combustíveis

Foto: Pedro Gontijo/Senado Federal

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou hoje (17) que pretende pautar para votação em plenário o projeto de Lei (PL) 1472/21, que pretende criar uma estabilidade e previsibilidade no preço dos combustíveis para, assim, frear o modelo atual de remarcação frequentes aumentos nos postos de gasolina.ebc - Presidente do Senado quer votar projeto sobre preço de combustíveisebc - Presidente do Senado quer votar projeto sobre preço de combustíveis

Em nota da sua assessoria, ele disse que submeterá a decisão ao Colégio de Líderes, em fevereiro, para decidir sobre a apreciação ou não do projeto. Pacheco já tem um nome certo para a relatoria do projeto, o senador Jean Paul Prates (PT-RN).

O projeto prevê a formação dos preços dos combustíveis derivados do petróleo tendo como referência as cotações médias do mercado internacional, os custos internos de produção e os custos de importação. A ideia do projeto, de autoria do senador Rogério Carvalho (PT-SE), é “proteger os interesses do consumidor, reduzir a vulnerabilidade externa e as mudanças constantes dos preços internos”.

continua após a Publicidade

Carvalho é um crítico da fórmula atual de cálculo dos preços dos combustíveis, com base na Paridade de Preços Internacionais (PPI). “Percebe-se que a adoção do PPI tem consequências para toda a economia, em detrimento dos mais vulneráveis. Neste sentido, reforça-se a necessidade de debater a política de preços da Petrobras, o modo como ela incentiva as importações e as alternativas a ela”, disse.

O Congresso Nacional retorna do recesso no dia 2 de fevereiro e esse é um tema que deve tomar conta da agenda dos parlamentares.

Existe ainda outro projeto sobre o tema tramitando na Casa, o PL 3.450/2021. Ele proíbe a vinculação dos preços dos combustíveis derivados de petróleo aos preços das cotações do dólar e do barril de petróleo no mercado internacional. Pelo texto, a Petrobras não poderia vincular os preços dos combustíveis derivados de petróleo como o óleo diesel, a gasolina e o gás natural.

O autor desse segundo projeto, Jader Barbalho (MDB-PA), lembrou que a política de preços da Petrobras adotada em 2016 vincula a cotação do dólar ao preço do combustível pago pelo consumidor. “Ou seja, quando o dólar está alto, o preço do barril de petróleo também sobe, impactando diretamente no preço do combustível brasileiro”.

Ver comentários

Continue Lendo...

Jaqueline Cassol reivindica curso de direito para Vilhena e bolsas universitárias para RO

Estudantes com baixa renda salarial, índios e quilombolas serão beneficiados com auxílio universitário oferecido pelo Ministério da Educação.

Leia Mais
Jaqueline Cassol confirma que DNIT irá construir ponte em Campo Novo

A ponte sobre o Rio Braço Esquerdo, na BR 421, será erguida nos próximos meses.

Leia Mais
Presidente Alex Redano participa do lançamento do Tchau Poeira em Candeias do Jamari

Município vai receber mais de R$ 7 milhões para asfalto novo e recapeamento de mais de 20 quilômetros.

Leia Mais
Jaqueline Cassol consegue melhorias na rede elétrica para Vila Eldorado em Porto Murtinho

Moradores enfrentam apagões e prejuízos por falta de rede elétrica de qualidade.

Leia Mais
Alex Redano discute em Brasília a regularização fundiária de Rio Pardo

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), participou nesta terça-feira (10), em Brasília, de uma importante reunião com representantes do Ministério da Agricultura e da Secretaria de Assuntos Fundiários do Governo Federal, para tratar…

Leia Mais
Jaqueline Cassol envia R$ 100 mil para hospital de Espigão D’Oeste

Os recursos públicos vão possibilitar melhoria nos atendimentos de saúde da população.

Leia Mais