×

Governo assina termo de cooperação com o Incra para avançar na regularização fundiária

Governo assina termo de cooperação com o Incra para avançar na regularização fundiária

A meta do governo de Rondônia, juntamente com o governo federal, é entregar mais de 10 mil títulos rurais em 12 meses. - Foto: Daiane Mendonça - Secom/Governo-RO

A regularização fundiária, considerada essencial para o desenvolvimento do País e uma importante estratégia para a recuperação econômica, é prioridade em Rondônia. Nesta segunda-feira (6), o governador, coronel Marcos Rocha, anunciou o termo de cooperação técnica com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), através do qual o Governo vai contratar 35 técnicos que ficarão à disposição para acelerar a titulação de terras rurais no Estado.

A meta do governo de Rondônia, juntamente com o governo federal, é entregar mais de 10 mil títulos rurais em 12 meses. O anúncio do termo de cooperação foi realizado através de videoconferência com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil (Mapa), Tereza Cristina, onde destacou que através de iniciativas como essa em Rondônia, pode se tornar o case de sucesso em desenvolvimento agropecuário do Brasil. ‘‘É desta forma que Rondônia pode se tornar referência de modernidade na agropecuária’’, considera a ministra.

Também participaram da reunião o presidente do Instituto Brasileiro de Reforma Agrária (Incra), Geraldo Ferreira de Melo Filho, e o secretário especial de Assuntos Fundiários, Luiz Antônio Nabhan Garcia, que parabenizaram o governo de Rondônia pela cooperação com o governo federal que vai dar celeridade à regularização fundiária.

Publicidade

GRANDE AÇÃO DE REGULARIZAÇÃO

O agronegócio é considerado o grande impulsionador da economia, mas tem o desafio de ser destravado através da entrega de títulos que dão condições para acesso ao crédito, aumento da produtividade no campo e amplo alcance de mercados. E é esse o esforço conjunto feito em Rondônia. ‘‘A regularização é algo de extrema importância para o estado de Rondônia e essas ações são possíveis devido às parcerias’’, reforça o governador.

De acordo com o secretário de Estado da Agricultura (Seagri), Evandro Padovani, a entrega de títulos rurais é uma importante iniciativa para destravar o agronegócio, inibir o desmatamento e potencializar o avanço em sustentabilidade.

‘‘Foi elaborado esse termo de cooperação técnica, onde o Governo, através da Seagri, estará contratando 35 técnicos para trabalhar juntamente com o Incra, para dar celeridade da emissão dos títulos. Essas contratações são importantes, porque o quadro de servidores do Incra é defasado e a demanda é grande no Estado. E o governo do Estado vem estendendo sua mão para ajudar, uma vez que a regularização fundiária é prioridade’’, explica.

O superintendente Estadual de Patrimônio e Regularização Fundiária (Sepat), Constantino Erwen, também destacou a importância dessa ação conjunta. ”A Superintendência que cuida da regularização fundiária, tanto urbana quanto rural, em Rondônia, senti-se muito feliz em ver que as autoridades estão imbuídas em dar atenção à regulação fundiária no Estado, pois com o bem no seu nome, o produtor tem confiança em fazer financiamentos, e aquece a economia”.

Ele ainda destaca que Rondônia se projeta como referência nacional em estratégia de trabalho conjunto com a União. ”Através dessa parceria, acaba tonando Rondônia modelo de trabalho, haja vista a dedicação do governador com esse tema, tanto que trouxe as autoridades federais para juntos dar importância à titulação”, avalia Constantino Erwen.

O deputado federal, Lúcio Mosquini, que também possibilitou recurso de emendas no Incra, para a regularização fundiária, destacou durante a videoconferência que a Amazônia tem condições de desenvolver o agronegócio com tecnologia, sem precisar desmatar. ‘‘Basta regularizar o que já existe. Com tecnologia é possível produzir onde já está antropotizado. A maior tecnologia que temos para avançar é o título, pois é o que dá acesso a crédito e à venda dos produtos para o mundo’’, considera.

A Seagri está à disposição para colaborar com o Incra nos avanços da regularização fundiária rural no Estado, assim também como a Sepat, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater) e a Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron). Todas as instituições estaduais envolvidas com o setor produtivo estão incumbidas de apoiar a grande ação de regularização fundiária em Rondônia.

Ver comentários

Continue Lendo...

Rondônia chega a 83% de pacientes curados da Covid-19

Mais nove pacientes graves receberam alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Campanha de Rondônia em Porto Velho. Cinco homens e quatro mulheres retornaram para seus lares no início da noite dessa…

Leia Mais
Polícia Ambiental realiza fiscalização para combater pesca clandestina

A pesca clandestina é considerada a principal causa da predação de espécies protegidas. O Batalhão de Polícia Ambiental alerta sobre as consequências de quem for pego atuando com pesca ilegal. Ela ameaça a biodiversidade, causa…

Leia Mais
Detran retoma exames práticos de direção veicular em Rondônia

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) Rondônia retomou os exames práticos de direção veicular no dia 20 de julho e as aulas técnico-teóricas na modalidade de ensino remoto, para que os Centros de Formação de…

Leia Mais
Emater retoma atendimento nos escritórios regionais

A Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater) retoma gradativamente os atendimentos presenciais nos escritórios regionais do Estado. Desde o primeiro decreto estadual publicado em março, decretando estado de calamidade pública em…

Leia Mais
Governo de Rondônia investe mais de R$ 600 mil em novos EPIs e uniformes

As ações de manutenção de estradas seguem com intensidade durante o verão amazônico e, para garantir melhores condições de trabalho aos servidores operacionais que atuam nas frentes de serviço, o Departamento Estadual de Estradas de…

Leia Mais
População é alertada quanto ao uso de cerol ou linha chilena

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Rondônia (CBMRO) orienta a população sobre os perigos do uso de linhas com material cortante (cerol ou linha chilena), por jovens, adultos e, principalmente, as crianças que…

Leia Mais