×

Hemocentro de Ji-Paraná faz apelo a doadores com tipagem sanguínea negativa

Hemocentro de Ji-Paraná faz apelo a doadores com tipagem sanguínea negativa

Os homens podem doar até quatro vezes ao ano, enquanto a população feminina somente três vezes anualmente - Foto: Paulo Sérgio - Secom/Governo-RO

A direção do banco de sangue de Ji-Paraná, faz um apelo aos doadores de sangue, voluntários ou não, para que se sensibilizem e façam doação de sangue, em especial aos doadores com tipo sanguíneo negativo, que são mais raros. O estoque do fator RH negativo, está abaixo da necessidade diária. Desde que surgiu a pandemia de Covid-19 em Rondônia, em março de 2020, os doadores se afastaram do Hemocentro.

“Necessitamos dessa reposição o quanto antes, particularmente devido ao uso recorrente em tempo de pandemia da Covid-19. A demanda só não é maior devido a suspensão das cirurgias eletivas terem durante o período de restrição da pandemia. Todo o sangue captado tem sido direcionado apenas às cirurgias de emergência”, explica a assistente social Cleide Ribeiro, do banco de sangue de Ji-Paraná.

Cleide explica ainda, que mesmo que o doador tenha sido positivado com a Covid-19 na forma branda ele está apto a doar sangue após 30 dias de recuperação. “As bolsas de sangue coletadas passam por duas análises laboratoriais criteriosas para certificar a qualidade e, se aprovadas em 100%, podem ser utilizadas nas transfusões”, afirma a assistente social, fazendo um apelo ao retorno dos doadores de qualquer tipo sanguíneo.

continua após a Publicidade

O Hemocentro de Ji-Paraná, está preparado para coletar todos os tipos de sangue diariamente e é referência no atendimento aos hospitais públicos e privados da região Central do Estado. Todos os cuidados sanitários no enfrentamento ao coronavírus são praticados no local de doação, resguardando a segurança dos 37 mil doadores cadastrados e dos servidores.

A confeiteira Tainara da Silva Neto, é doadora voluntária há três anos. Apesar do tipo sanguíneo dela ser “O+”, que não está entre os mais requisitados no momento, ela diz que se tornou doadora porque se sensibiliza com o próximo, mesmo sem conhecer quem se beneficia com a doação. “A Covid-19 nos apavora muito mesmo. Então, nesse momento, devemos ser mais empáticos, espontâneos e conscientes de que as pessoas necessitam dessa nossa colaboração”, declarou a confeiteira, ressaltando que se sentiu segura no Hemocentro devido aos cuidados sanitários.

Ver comentários

Continue Lendo...

Polícia Militar lança aplicativo “PMRO Cidadão” para otimizar atendimento à população rondoniense

Como forma de otimizar o serviço de Segurança Pública à comunidade rondoniense, o Governo de Rondônia, por meio da Polícia Militar (PM), lançou o aplicativo “PMRO Cidadão”, que permite, por intermédio de tecnologia facilitar o…

Leia Mais
Seduc oferece insumos aos municípios para garantir segurança à comunidade escolar

O Governo de Rondônia por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) trabalha em cooperação com as prefeituras do Estado para oferecer mais segurança no enfrentamento à pandemia da Covid-19, no possível retorno das…

Leia Mais
Rondônia recebe sétima remessa de imunizantes contra o coronavírus

O Governo de Rondônia por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) recebeu na tarde desta quarta feira (3), do Ministério da Saúde, mais uma remessa com 17 mil doses da vacina contra…

Leia Mais
Governo entrega ventiladores pulmonares para atender a população de Candeias do Jamari

Na manhã desta terça-feira (2) o Governo de Rondônia por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) fez a entrega de dois ventiladores pulmonares, também conhecidos como respiradores, adquiridos por intermédio de  Emenda Parlamentar…

Leia Mais
TJRO celebra termo de cooperação técnica com Sebrae

Iniciativa busca oferecer capacitação às empresas de Rondônia para participar de processos licitatórios ofertados pelo PJRO.

Leia Mais
Governo inicia novas turmas dos Programas de Residência Médica em Cacoal

Na manhã desta segunda-feira (1), iniciaram as aulas dos Programas de Residência Médica, oferecidos pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), no Complexo Regional Hospitalar de Cacoal. Onze profissionais…

Leia Mais