×

Intervalo entre 1ª e 2ª doses da vacina contra a covid-19 passa a ser de 28 dias em Rondônia

Intervalo entre doses das vacinas Pfizer, Astrazeneca e Coronavac passa a ser de 28 dias no Estado de Rondônia - Foto: Paulo Sérgio - Secom/Governo-RO

Intervalo entre doses das vacinas Pfizer, Astrazeneca e Coronavac passa a ser de 28 dias no Estado de Rondônia - Foto: Paulo Sérgio - Secom/Governo-RO

O intervalo entre a 1ª e 2ª dose das vacinas da Pfizer, AstraZeneca e CoronaVac passa a ser de 28 dias no Estado de Rondônia. A medida foi aprovada em reunião envolvendo representantes da Agência Estadual de Vigilância em Saúde, Secretaria de Estado da Saúde e Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Rondônia (Consems), na última sexta-feira (8), em Porto Velho.

A notícia é emitida como vitória pelo Governo de Rondônia, que incentiva diuturnamente a imunização da população do Estado, tendo em vista que a vacinação contra a covid-19 é a medida que evita a disseminação do coronavírus e impede a propagação da variante Delta, já confirmada no território rondoniense. Até o momento no Estado, somente a vacina CoronaVac era administrada com intervalo de 28 dias, os demais imunizantes, Pfizer era 60 dias e AstraZeneca, 45 dias de intervalo, no entanto, a redução para 28 dias é previsto nas bulas dos três imunobiológicos.

Diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima, explica que Rondônia superou a distribuição de mais de duas milhões de doses de vacinas e com isso, alguns municípios já indicam a possibilidade de estocar vacinas. “A ideia sempre foi imunizar a população. O maior número possível. E como em alguns municípios já estão, inclusive com a possibilidade de estocar vacinas, decidimos autorizar a redução no prazo entre a 1ª e 2ª doses”.

continua após a Publicidade

Outra medida que motivou a redução no intervalo entre as doses é a necessidade de fortalecimento de estratégias que permitam a aceleração do ritmo vacinal contra a covid-19 em Rondônia visando o alcance da imunidade coletiva recomendada pelo Ministério da Saúde (MS). “O Governo Federal e o Governo de Rondônia estão, cada um, fazendo a sua parte, com o abastecimento das salas de vacinas municipais com imunizantes contra a covid-19, ampliando a oferta de vacinas à população”, destaca Gregório. “O Ministério da Saúde envia as vacinas semanalmente e o Poder Executivo realiza a entrega de maneira rápida e pontual aos municípios”, complementa o diretor.

Também ficou acordado em reunião que os municípios detiverem doses com proximidade da data de vencimento para que possam articular a doação oficial de doses para outros municípios ou Regionais de Saúde, afim de evitar o perecimento de doses por vencimento.

Além disso, o Governo de Rondônia manterá a campanha de incentivo à aplicação da 2ª dose da vacina e os municípios farão busca ativa de pessoas não vacinadas com a 2ª dose atrasada, em especial a aquelas que residem em área rural ou de difícil acesso.

TERCEIRA DOSE

Também foi definido que os municípios que registrarem vacinas em estoque ou até mesmo com imunizantes com datas próximas ao vencimento, podem estender à aplicação da 3ª dose para pessoas com idade igual ou superior a 18 anos e que já tenham atingido seis meses (180 dias) da aplicação da 2ª dose ou dose única.

Ver comentários

Continue Lendo...

PF prende suspeito de matar indígena que denunciava venda ilegal de madeira na Amazônia

Motivação do crime seria o trabalho feito pelo indígena em Rondônia.

Leia Mais
Uso de máscaras volta a ser obrigatório para entrada na Câmara em Porto Velho

Outros órgãos públicos também voltaram a exigir as máscaras.

Leia Mais
Assembleia aprova redução do ICMS dos combustíveis em Rondônia

Lei prevê a redução de 26% para 17% do ICMS que incide sobre a gasolina e de 17,5% do diesel para 17%.

Leia Mais
Dois casos suspeitos de varíola dos macacos em Rondônia são descartados

Os pacientes com suspeita da doença eram moradores de Rio Crespo (RO).

Leia Mais