×

PF prende suspeito de matar indígena que denunciava venda ilegal de madeira na Amazônia

Motivação do crime seria o trabalho feito pelo indígena em Rondônia.

PF prende suspeito de matar indígena que denunciava venda ilegal de madeira na Amazônia

Foto: Reprodução/Kanindé

A Polícia Federal (PF) prendeu, nesta quarta-feira (13), o principal suspeito de matar o indígena Ari Uru-Eu-Wau-Wau. Ari fazia parte do grupo de monitoramento e denunciava extrações ilegais de madeira dentro da Terra Indígena (TI).

Ari foi encontrado morto na manhã de 18 de abril de 2020. O corpo dele estava caído na margem esquerda da RO-010, em Jaru (RO), e tinha lesões no pescoço e cabeça.

Inicialmente o caso era investigado pela Polícia Civil de Jaru e foi repassado para a PF quando as investigações apontaram que a motivação do crime seria o trabalho de Ari contra a venda ilegal de madeira em seu território.

continua após a Publicidade

Investigações

Segundo a PF, desde o ano passado os agentes estão fazendo entrevistas com pessoas que tinham ligação com Ari e seu trabalho. Um dos pontos apurados na investigação é que a morte do professor ocorreu entre 1h e 03h da madrugada.

As lesões e sinais encontrados no corpo de Ari apontaram para uma morte violenta, sem possibilidade de defesa. Segundo a PF, a hipótese é que o suspeito dopou a vítima, a agrediu até a morte e depois disso teria movido o corpo para outro local.

Diante das informações colhidas, foi identificado o principal suspeito do crime. Ele não teve o nome divulgado, mas, segundo a PF, o autor do homicídio já se encontrava preso preventivamente por outro homicídio e é suspeito de outros crimes.

Nesta quarta-feira (13) a PF cumpriu a nova prisão preventiva do suspeito, dessa vez pela morte de Ari .

Nunca esquecido

Ao longo desses dois anos, o nome de Ari ecoou dentro e fora de Rondônia. Ele foi lembrado na abertura oficial da Conferência da Cúpula do Clima (COP26) na Escócia, durante discurso da ativista indígena Txai Suruí, em novembro do ano passado.

O indígena é parte importante na construção do documentário “O Território”. O filme foi produzido com ajuda de indígenas Uru-Eu-Wau-Wau e mostra a História desse povo pela defesa de suas terras.

Ari também foi lembrado no relatório do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) divulgado em 2021, em Rondônia. O documento aponta que há anos a Terra Indígena Uru-Eu-Wau-Wau sofre com invasões, desmatamento, grilagem e queimadas.

Ver comentários

Continue Lendo...

Uso de máscaras volta a ser obrigatório para entrada na Câmara em Porto Velho

Outros órgãos públicos também voltaram a exigir as máscaras.

Leia Mais
Assembleia aprova redução do ICMS dos combustíveis em Rondônia

Lei prevê a redução de 26% para 17% do ICMS que incide sobre a gasolina e de 17,5% do diesel para 17%.

Leia Mais
Dois casos suspeitos de varíola dos macacos em Rondônia são descartados

Os pacientes com suspeita da doença eram moradores de Rio Crespo (RO).

Leia Mais
Câmara aprova reajuste salarial de 6% para servidores públicos em Ji-Paraná

Votação teve unanimidade de vereadores. Município também votou a favor do pagamento de piso a professores.

Leia Mais