×

Procon Rondônia orienta sobre campanha “Vacina Pirata, Não”

Procon Rondônia orienta sobre campanha “Vacina Pirata, Não”

Ação vai combater a comercialização de vacinas falsificadas contra a Covid-19 - Foto: Daiane Mendonça - Secom/Governo-RO

O Programa de Orientação, Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) do Governo de Rondônia inicia esta semana grande ação para combater a comercialização de vacinas falsificadas contra a Covid-19, fazendo coro à campanha da Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor (Senacon) do Ministério da Justiça, intitulada “Vacina Pirata, Não”, que aliada às providências de caráter criminal promete ser implacável contra os fraudadores.

De acordo com o coordenador estadual do Procon, Ihgor Rêgo, todo o trabalho da campanha em Rondônia será centralizado no Órgão, que vai receber denúncias desse tipo de crime pelo e-mail vacinapiratacncp@mj.gov.br, ligado à Senacon. As denúncias também podem ser feitas pelos canais de atendimento do órgão estadual de defesa do consumidor pelo telefone 151, (69) 3216-1026, Whatsapp (69) 98491-2986 e (69) 98482-0928 e, ainda, pela plataforma online procon.ro.gov.br ou pela rede social do Procon Rondônia, de modo que o cidadão tenha todos os meios para fazer sua denúncia e se proteger.

VACINA DA COVID-19 SÓ COM O SUS

continua após a Publicidade

O coordenador explicou que, atualmente, já existem diversos sites e páginas em redes sociais suspeitas de estarem, de algum modo, oferecendo vacinas falsificadas (piratas), induzindo o consumidor ao erro. “O que queremos é informar a população sobre os riscos de adquirir ou ser vacinado por um produto falsificado”, disse Ihgor Rêgo, esclarecendo que o objetivo da campanha é alertar os consumidores de que, neste momento, apenas o Poder Público, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), está autorizado a fornecer a vacina, e de forma gratuita.

Segundo o Procon Rondônia, já foram registrados casos de tentativa de fraude ou de desvio da vacina em alguns estados, mas em Rondônia, o Governo está atento para não permitir este tipo de ilegalidade. O Brasil ainda está enfrentando dificuldades para aquisição e produção da vacina contra a Covid-19 e, por isso, há demandas e dificuldades de estoques. “Por esse motivo, ainda não está aberta a comercialização da vacina nas clínicas. O Procon atuará firme com os demais órgãos de fiscalização para reprimir qualquer ilegalidade”, disse Rêgo.

Ver comentários

Continue Lendo...

Polícia Militar lança aplicativo “PMRO Cidadão” para otimizar atendimento à população rondoniense

Como forma de otimizar o serviço de Segurança Pública à comunidade rondoniense, o Governo de Rondônia, por meio da Polícia Militar (PM), lançou o aplicativo “PMRO Cidadão”, que permite, por intermédio de tecnologia facilitar o…

Leia Mais
Seduc oferece insumos aos municípios para garantir segurança à comunidade escolar

O Governo de Rondônia por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) trabalha em cooperação com as prefeituras do Estado para oferecer mais segurança no enfrentamento à pandemia da Covid-19, no possível retorno das…

Leia Mais
Rondônia recebe sétima remessa de imunizantes contra o coronavírus

O Governo de Rondônia por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) recebeu na tarde desta quarta feira (3), do Ministério da Saúde, mais uma remessa com 17 mil doses da vacina contra…

Leia Mais
Governo entrega ventiladores pulmonares para atender a população de Candeias do Jamari

Na manhã desta terça-feira (2) o Governo de Rondônia por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) fez a entrega de dois ventiladores pulmonares, também conhecidos como respiradores, adquiridos por intermédio de  Emenda Parlamentar…

Leia Mais
TJRO celebra termo de cooperação técnica com Sebrae

Iniciativa busca oferecer capacitação às empresas de Rondônia para participar de processos licitatórios ofertados pelo PJRO.

Leia Mais
Governo inicia novas turmas dos Programas de Residência Médica em Cacoal

Na manhã desta segunda-feira (1), iniciaram as aulas dos Programas de Residência Médica, oferecidos pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), no Complexo Regional Hospitalar de Cacoal. Onze profissionais…

Leia Mais