×

Recenseadora do IBGE sofre tentativa de estupro em Rondônia

Mulher de 28 anos ainda foi ameaçada de morte por morador de Vale do Anari.

Recenseadora do IBGE sofre tentativa de estupro em Rondônia

Foto: Jornal Nacional/ Arquivo/Reprodução

Uma recenseadora do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sofreu uma tentativa de estupro e foi ameaçada de morte, na zona rural de Vale do Anari (RO), enquanto trabalhava no Censo Demográfico 2022.

No boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar (PM) na Vila Esperança consta que a vítima, uma mulher de 28 anos, havia ido até a casa de um morador na Linha PA 18 para fazer a entrevista do Censo. Ela chegou ao endereço por volta de 18h de segunda-feira (22) e foi recebida pelo homem no quintal.

Após preencher todas as respostas do formulário, a vítima foi até sua motoneta e deu partida no veículo para ir embora. Neste momento, segundo relato da recenseadora , o morador apareceu com uma faca de cozinha e começou a correr atrás dela.

continua após a Publicidade

O homem chegou a segurar a vítima pela mão, mas a mulher conseguiu jogar a faca para longe após reagir e entrar em luta corporal.

A mulher afirma que conseguiu correr e entrar no pasto da propriedade, mas foi alcançada pelo suspeito, identificado até então como José Roberto.

“Ele novamente me agarrou, com a faca na mão, e conseguiu me levar para dentro da residência, tentando forçar uma relação sexual. Ele ainda ameaçou dizendo da seguinte forma: ‘para de gritar senão eu te mato'”, diz o relato da rescendedora no boletim.

Dentro da casa, José Roberto tentou ainda enforcar a vítima, mas ela conseguiu empurrar o homem com um dos pés e assim se soltou. A vítima conta que nesse momento saiu correndo para uma estrada e pediu por socorro.

Alguns moradores da Vila Esperança, que fica a 330 quilômetros de Porto Velho, ouviram o pedido de ajuda e acolheram a recenseadora do IBGE. A vítima afirmou aos policiais que o morador suspeito estava bêbado.

A PM foi até a casa onde a mulher foi atacada. O imóvel estava com janelas e portas abertas, mas o homem não foi encontrado.

Ainda segundo boletim de ocorrência, populares que não quiseram se identificar afirmaram à guarnição não ter sido a primeira vez que o morador, quando foca embriagado, tenta atacar mulheres da zona rural.

A recenseadora do IBGE passou por exame de corpo de delito, onde, foi constatado ferimentos no segundo e no terceiro dedo da mão direita, provavelmente causados pela faca de cozinha usada pelo suspeito. A vítima também ficou com escoriações no pescoço.

O que diz o IBGE?

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística confirmou o ataque sofrido contra a recenseadora e afirmou em nota que o suspeito da tentativa de estupro e ameaça segue foragido.

Ainda segundo o órgão, a mulher deve continuar trabalhando no Censo 2022.

“Apesar da situação, ela pretende concluir o trabalho iniciado por ela no Censo Demográfico. Por parte do IBGE, está sendo prestado todo o apoio e suporte necessários, incluindo a possibilidade de ela não trabalhar sozinha”, diz a nota.

Ver comentários

Continue Lendo...

Corpo de aluno que morreu dentro de clube de tiro é sepultado em Nova Mamoré

Welly Nascimento, de 33 anos, foi morto no último domingo (18). Ele era servidor do setor de Tecnologia da Informação da prefeitura de Nova Mamoré.

Leia Mais
PF prende suspeito de matar indígena que denunciava venda ilegal de madeira na Amazônia

Motivação do crime seria o trabalho feito pelo indígena em Rondônia.

Leia Mais
Uso de máscaras volta a ser obrigatório para entrada na Câmara em Porto Velho

Outros órgãos públicos também voltaram a exigir as máscaras.

Leia Mais
Assembleia aprova redução do ICMS dos combustíveis em Rondônia

Lei prevê a redução de 26% para 17% do ICMS que incide sobre a gasolina e de 17,5% do diesel para 17%.

Leia Mais