×

Publicidade

Setor de turismo relata prejuízos devido a crise da Covid-19 em RO

Viajar e conhecer novos lugares estava entre os planos de muitas pessoas no início de 2020. No entanto, com a pandemia do novo coronavírus, o setor do turismo foi diretamente afetado. Em 2019, a arrecadação no setor foi de R$ 8,6 milhões em Rondônia, segundo dados da Secretaria de Finanças (Sefin), mas para este ano a previsão é de prejuízos.

Uma das principais atividades no turismo que geram arrecadação para o estado é o serviço de hotelaria. A gerente de uma redes de hotéis em Porto Velho, Simone Barros, relata que nesse período de pandemia foi preciso rever todo o cronograma feito no início do ano.

Ela destaca que nos primeiros meses de 2020 o movimento foi muito bom, mas que na segunda quinzena de março teve que enfrentar outra realidade.

Publicidade

“Estávamos trabalhando com ocupação sempre acima de 80% durante a semana. Chegamos a bater o recorde em diária média e ocupação. Tudo mudou a partir da segunda quinzena de março. Hoje estamos trabalhando com ocupação na semana de 15 a 20%”.

Além da contenção de gastos para passar pelo período de crise, a gerente conta que também teve que demitir funcionários e reduzir os serviços oferecidos no hotel.

“Está havendo um acúmulo de contas a serem pagas. Não está sendo fácil para ninguém aqui. Tivemos que reduzir 70% o quadro de pessoal, e se o hotel não fosse tido como serviço essencial, provavelmente não estaríamos abertos”.

Já em espaços de lazer, como clubes aquáticos, que precisaram ter as atividades suspensas como forma de prevenir a disseminação da doença, o prejuízo é certo, segundo conta Rodrigo Gargiollo, diretor comercial de um clube na capital.

“Por ser um serviço não essencial, por ser lazer, diversão, sempre fica para última necessidade, inclusive das pessoas que estão preocupadas com a doença e em sobreviver. Estamos fechados há mais de 50 dias e ficamos no aguardo da autorização, assim como as academias e igrejas”, aponta.

A rádio CBN Amazônia Porto Velho entrou em contato com a Secretaria Estadual de Turismo (Setur) que afirmou que o baixo fluxo vai impactar a arrecadação em 2020. A Confederação Nacional do Turismo contabiliza perda de R$ 2,2 bilhões no setor em todo o país.

Rondônia está dividido em sete regiões turísticas, sendo elas:

  1. Polo Madeira Mamoré
  2. Polo Rota das Águas
  3. Polo Rios de Rondon
  4. Polo Vale do Guaporé
  5. Polo Região dos Fortes
  6. Polo Vale do Jamari
  7. Polo Zona da Mata
Ver comentários

Continue Lendo...

Governo sanciona lei que institui indenização por exposição obrigatória ao Covid-19

O governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, promulgo, na quarta-feira (27), a Lei nº 4.782 que cria a indenização por exposição obrigatória ao novo coronavírus (Covid-19), no valor de R$ 300 (trezentos reais) em virtude…

Leia Mais
Governo oficializa entrega de 100 mil testes rápidos para municípios

As 100 mil unidades de testes rápidos para detecção de coronavírus adquiridas pelo governo do Estado foram oficialmente repassadas para o Conselho de Secretários Municipais do Estado de Rondônia (Cosems/RO) visando a distribuição imediata aos…

Leia Mais
Rondônia registra mais 4 mortes por Covid-19 e total chega a 137

Dados foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde. Quase 2 mil pessoas estão curadas.

Leia Mais
DER finaliza a recuperação de mais de 20 quilômetros da RO-135

O governo de Rondônia finalizou na terça-feira (26) manutenção em mais uma rodovia por meio do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER-RO). A linha 160, na RO-135, que liga Alta Floresta…

Leia Mais
Alunos da rede estadual de Rondônia começam a receber o Cartão Alimentação Escolar

Com o brilho no olhar e emocionada, a dona de casa Arieli Dias foi a primeira a receber o Cartão Alimentação Escolar, com valor equivalente a R$ 75 (setenta de cinco reais), ofertado pelo governo…

Leia Mais
Preço do diesel cai pela 13ª semana seguida em Porto Velho

Veja a oscilação de preço nas últimas semanas na capital.

Leia Mais