×

Publicidade

Governador anuncia que 7 dos 14 casos confirmados de coronavírus estão recuperados

Governador anuncia que 7 dos 14 casos confirmados de coronavírus estão recuperados

O Estado é apontado pelo Ministério da Saúde como exemplo com as medidas adotadas no enfrentamento ao coronavírus - Foto: Secom/Governo-RO

Em meio a várias notícias referentes à pandemia do coronavírus, duas positivas foram  anunciadas e colocam Rondônia como exemplo de medidas tomadas para combater a propagação do vírus: O Estado é apontado pelo Ministério da Saúde como exemplo com as medidas adotadas no enfrentamento e, outra importante notícia é que dos 14 casos de infecção confirmados no Estado, sete estão recuperados, conforme informações divulgadas no final da tarde de domingo (5) quando o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, reforçou, em transmissão ao vivo pelo Facebook, o conjunto de medidas estratégicas que estão sendo tomadas para amenizar o impacto do coronavírus.

Durante a transmissão, o governador destacou o Decreto n° 24.919, publicado na edição do Diário Oficial eletrônico também domingo (5), declarando a continuidade do estado de calamidade pública devido à pandemia mundial do novo coronavírus (Covid-19).

Em todo o momento, o governador Marcos Rocha reforçou os cuidados para reduzir a circulação do coronavírus e, principalmente, massificou constantemente o uso de máscaras de proteção. A orientação do governador vai ao encontro do que determinou o Ministério da Saúde que está atento às práticas de prevenção e condições de saúde da população brasileira quanto ao planejamento de ações que visam à redução de casos e o agravamento da infecção pelo coronavírus.

Publicidade

Marcos Rocha fez um breve apanhado das duas situações que precisam ser olhadas com total atenção pelo Estado: a possível superlotação no sistema de saúde e a queda da atividade econômica, mas garantiu que todas as medidas estão sendo adotadas com cautela e cuidados elevados, tendo a consciência dos riscos.

“Se não formos rígidos em medidas de distanciamento social, milhares poderão morrer também”, pontuou o governador lembrando que nenhuma decisão trará consequências leves.

O chefe do Executivo acrescentou que a letalidade do vírus está sendo estudada. “Os estudos da eficiência de medidas, vacinas e tratamentos, podem chegar nas próximas horas ou quem sabe, em um ano”.

O governador enalteceu a participação de toda equipe que trabalhou firme no novo decreto publicado no Diário Oficial do Estado destacando que,  fica estabelecido o Estado de Calamidade Pública pelo prazo de 30 dias, a contar do dia 20 de março, em todo o território do Estado de Rondônia, diante das evidências científicas e análises sobre as informações estratégicas em saúde.

Desta forma, o decreto mantém a proibição de realização de eventos e de reuniões de qualquer natureza, de caráter público ou privado, incluídas excursões, cursos presenciais, e templos de qualquer culto, com mais de cinco pessoas, exceto reuniões de governança para enfrentamento da epidemia no âmbito municipal e estadual;  de permanência e trânsito de pessoas em áreas de lazer e convivência, pública ou privada, inclusive em condomínios e residenciais, com objetivo de promover atividade física, passeios, eventos esportivos, eventos de pescas e outras atividades que envolvam aglomerações, exceto quando necessário para atendimento de saúde, humanitário ou se tratar de pessoas da mesma família que coabitam;  funcionamento de cinemas, teatros, bares, clubes, academias, banhos/balneários, casas de shows e boates; e das atividades e dos serviços privados não essenciais e o funcionamento de galerias de lojas e comércios, shopping centers, centros comerciais.

NOVAS MEDIDAS

O novo decreto também define, dentre outras medidas que, as lojas varejistas, restaurantes e lanchonetes não excepcionadas como serviços essenciais, poderão realizar vendas on-line com possibilidade de retirada no local ou ofertar serviços de entrega em domicílio, desde que o entregador esteja utilizando máscara, luvas e realizado a higienização com álcool líquido ou em gel 70% no veículo ou no baú de entrega, se for o caso. Também traz que cursos, missas, cultos, celebrações religiosas, eventos e reuniões de qualquer natureza, deverão ser realizadas por videoconferência ou outro meio tecnológico pertinente.

Durante a transmissão ao vivo pelo Facebook, o governador esteve ao lado do secretário-chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves; do secretário de Estado de Saúde, Fernando Máximo; é do secretário de Estado de Finanças (Sefin), Luis Fernando. Na ocasião, Marcos Rocha argumentou sobre o equilíbrio que espera tanto na saúde quando na economia, e chamou atenção para o empenho de toda a sociedade.

“Estamos fazendo tudo com muito compromisso e responsabilidade. Sabemos que vai ter gente elogiando e vai ter gente criticando, mas não podemos ter medo de tomarmos a decisão para poder trazer o equilíbrio econômico das famílias em Rondônia e, principalmente, também à saúde da população de Rondônia. Então, é importante que todos saibam mais uma vez que temos colhido informações e estudado para que possamos então adotar uma decisão que venha trazer o equilíbrio tanto da questão econômica para a sociedade como da questão de saúde”, enfatizou o governador.

AÇÕES ANTECIPADAS

Governador anuncia que 7 dos 14 casos confirmados de coronavírus estão recuperados - correio de rondônia

Medidas adotadas antecipadamente pelo Governo têm refletivo de forma positiva no combate à pandemia, com a compra de EPIs antes mesmo do vírus ser confirmado no Brasil – Foto: Secom/Governo-RO

O governador deixou claro que não irá se esquivar das ações que estão sendo colocadas em prática. Da fala do secretário Fernando Máximo, o governador ouviu que o Ministério da Saúde citou uma nota colocando o Estado de Rondônia como exemplo do Brasil no controle do coronavírus e ainda teve a informação que as medidas adotadas antecipadamente pelo Governo têm refletivo de forma positiva no combate à pandemia que tem castigado vários países.

Ainda na noite de domingo, o boletim diário da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) divulgou os dados referentes ao coronavírus (Covid-19) no Estado, destacando o número de infectados que atualmente são 14, dos quais, sete recuperados. O secretário também salientou que Rondônia tem efetuado os exames no mesmo ritmo de outros Estados e a expectativa é de que aos poucos adote o distanciamento e não mais o isolamento.

O governador destacou que o Estado manterá as ações de reestruturação emergencial de todo o sistema de saúde, aliadas às ações de manutenção do emprego e da renda, incluindo ações sociais, que já estão sendo executadas.

Por fim, Marcos Rocha deixou a seguinte mensagem: “Fizemos uma leitura da situação e compreendemos os problemas e os cenários e assim nos preparamos de forma proativa a eles. Ao invés de jogar nossas energias para a irresponsabilidade ou para o medo, direcionamos para a solução, para coragem e a responsabilidade. Repito esse trecho da bíblia que estou usando muito que diz: ‘Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação (2 Timóteo 1:7)’”, finalizou.

Ver comentários

Continue Lendo...

Parar de fumar reduz imediatamente vulnerabilidade à Covid-19

Tabagismo custa R$ 57 bilhões ao ano para o sistema de saúde.

Leia Mais
Ministério da Saúde divulga diretrizes para construção de hospitais de campanha

Governo vai priorizar contratação de leitos de UTI privados.

Leia Mais
Profissionais de saúde são capacitados para manejo de ventiladores mecânicos de pacientes

O manejo de ventiladores mecânicos considerado essencial para pacientes em situação grave de Covid-19 será tema da capacitação anunciada pelo secretário de Estado da Saúde (Sesau), Fernando Máximo, na manhã de quinta-feira (21) em coletiva…

Leia Mais
Vacina para covid-19 mostra resultado promissor

Ações do laboratório americano dispararam com o anúncio.

Leia Mais
Terceira etapa de vacinação contra gripe Influenza iniciou em Rondônia

O Governo do Estado de Rondônia, por intermédio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), recebeu do Ministério da Saúde  138 mil doses da vacina contra a Influenza (A-H1N1, Influenza A-H3N2 e Influenza B),…

Leia Mais
Levantamento aponta morte de 98 enfermeiros por covid-19 em um mês

Mulheres são as mais afetadas e respondem por 60 óbitos.

Leia Mais